Cenário após queda do avião ucraniano no Irã
Tasnim News Agency/Amin Ahouei
Cenário após queda do avião ucraniano no Irã

O presidente da Ucrânia, Hassan Rouhani, se desculpou neste sábado (11) pela derrubada do avião da Ukraine International Airlines na última quarta-feira (8). O avião era de origem ucraniana e tinha como maior parte da tripulação iranianos e canadenses. 

Leia mais: 'Ataque contra Irã é intervenção divina', celebra Estado Islâmico

A promessa do líder iraniano é de buscar os culpados pela tragédia que matou 176 pessoas. Essa foi a versão divulgada pelas autoridades de Kiev sobre um telefonema de Rouhani para o premiê ucraniano, Volodymyr Zelensky. 

No comunicado, o líder da República Islâmica do Irã disse reconhecer que a tragédia ocorreu por conta de ações erradas dos militares. "Segundo o Teerã, todos os envolvidos na derrubada do avião serão responsabilizados".

Você viu?

Leia também: No Irã, manifestantes pedem saída de líderes que mentiram sobre queda de avião

Segundo a CNN, " Hassan Rouhani expressou suas condolências ao povo ucraniano e às famílias dos mortos como resultado da queda do voo PS752 da Ukraine International Airlines. Ele fez um pedido de desculpas em nome do Irã pela tragédia que custou 176 vidas".

Agora o Irã está agindo para repatriar os corpos das vítimas do acidente até o dia 19 de janeiro. Uma indenização à Ucrânia também está entre os planos do país. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários