Tamanho do texto

Crise diplomática com a Bolívia já rendeu expulsão de embaixadora mexicana

Presidente do México garantiu que não entregará aliados de Evo arrow-options
Reprodução/ Alfredo Estrella
Presidente do México garantiu que não entregará aliados de Evo


O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador , concedeu nesta quinta-feira (2) a primeira mañanera de 2020. Durante a tradicional entrevista coletiva realizada nas primeiras horas da manhã, ele falou sobre a crise diplomática com a Bolívia , e garantiu que a embaixada mexicana em La Paz não entregará os nove aliados de Evo Morales que estão abrigados no local.

Forças de segurança da Bolívia estão no entorno do prédio da embaixada desde o dia 23 de dezembro, conduta que foi classificada como abusiva pelo Ministério de Relações Exteriores do México . Para Obrador, o momento é de fazer valer o direito de asilo, missão atribuída ao chanceler Marcelo Ebrard .

“Ebrard tem a instrução de que se faça valer o direito de asilo. Não podemos fraquejar neste assunto de dar proteção aos perseguidos políticos que receberam asilo na nossa embaixada. Se nós entregarmos essas pessoas, estaríamos acabando com o direito de asilo, que para o México é sagrado", afirmou o presidente durante a coletiva.

Leia também: Bolívia expulsa embaixadora do México e dois diplomatas espanhóis

Crise diplomática

O impasse entre os países atingiu o auge no dia 30 de dezembro, quando o governo interino da Bolívia , chefiado por Jeanine Áñez , expulsou do país a embaixadora mexicana María Teresa Mercado e os diplomatas espanhóis Álvaro Fernández e Cristina Borreguero.

Isso ocorreu depois de o governo do México denunciar a vigilância excessiva das autoridades bolivianas, que chegaram a reter os veículos dos diplomatas espanhóis. Na versão do governo da Bolívia, funcionários da embaixada da Espanha tentaram entrar, "encapuzados e presumivelmente armados" e de forma "clandestina" à casa de Mercado para facilitar a saída dos ex-funcionários de Morales, que foram indiciados por terrorismo.