Tamanho do texto

Embaixadora Maria Teresa Mercado e os diplomatas Cristina Borreguero e Álvaro Fernández foram considerados 'personas non gratas' pelo governo

Agência Brasil

Jeanine Añez arrow-options
Reprodução/Twitter
Governo provisório da Bolívia deu 72 horas para que o trio deixe o país.

O Governo interino da Bolívia declarou hoje (30) a embaixadora do México Maria Teresa Mercado e os diplomatas espanhóis Cristina Borreguero e Álvaro Fernández como `personas non gratas`, dando-lhes 72 horas para deixarem o país.

Leia também: Político italiano quer aliança com Bolsonaro e Trump em 2020

"Este grupo de representantes dos governos do México e de Espanha prejudicaram gravemente a soberania do povo e do governo constitucional da Bolívia", afirmou a presidente interina do país, Jeanine Añez. O anúncio foi feito em comunidado do Palácio do Governo de La Paz

Os três diplomatas foram acusados de tentar ajudar ex-membros do governo do presidente deposto, Evo Morales, a sair da residência da embaixadora do México, onde estão desde a renúncia de Morales, em novembro, e a deixar o país.