Giuseppe Conte
Reprodução/Twitter Giuseppe Conte
Giuseppe Conte, o primeiro-ministro da Itália

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte , revelou que não pretende abandonar a carreira política após o fim de seu mandato, previsto para terminar em 2023.

Leia também:"Faltou Queiroz", diz Frota sobre vídeo de férias de Bolsonaro

No poder desde 1º de junho de 2018, o chefe de governo era desconhecido da maior parte da população até ser alçado ao cargo de premier pelo partido antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S), que havia fechado uma aliança com a Liga, de extrema direita.

Após a crise política deflagrada por Matteo Salvini , em agosto passado, o centro-esquerdista Partido Democrático (PD) substituiu a Liga na coalizão governista, garantindo a sobrevivência de Conte no poder.

"Depois desse meu intenso envolvimento, não vejo um futuro sem política", disse o primeiro-ministro ao jornal La Repubblica .

Leia também: 95% dos deputados faltaram ao trabalho em 2019; saiba quem mais se ausentou

Apesar disso, Conte ressaltou que pensa "no presente", porque se concentrar no futuro "pode criar uma perspectiva falsa". "A política não é apenas fundar um partido ou disputar eleições Há mil maneiras de participar da vida política e dar uma contribuição ao próprio país", acrescentou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários