Tamanho do texto

País deu prazo até o fim de 2019 para os EUA modificarem sua posição nas negociações nucleares e ameaça reativar testes com armas atômicas

Kim Jong-un, líder norte coreano arrow-options
KCNA
Kim Jong-un, líder norte coreano

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un , pediu para militares e diplomatas prepararem "medidas ofensivas" para proteger a "segurança e a soberania" do país.

Leia também: 95% dos deputados faltaram ao trabalho em 2019; saiba quem mais se ausentou

A notícia foi divulgada pela imprensa oficial de Pyongyang nesta segunda (30), em meio ao impasse nas negociações com os Estados Unidos. Na noite do último domingo (29), Kim já havia convocado uma reunião com seu gabinete para discutir a questão.

O líder deu prazo até o fim de 2019 para os EUA modificarem sua posição nas negociações nucleares e ameaça encerrar a moratória da Coreia do Norte nos testes com armas atômicas e mísseis balísticos.

Leia também: Após apanhar, mulher espera namorado dormir e o mata estrangulado com cinto

Durante a reunião plenária do Partido dos Trabalhadores norte-coreano, "enfatizou a necessidade de tomar medidas positivas e ofensivas para garantir plenamente a soberania e a segurança do país", segundo relato da agência .

Durante a reunião plenária do Partido dos Trabalhadores norte-coreano, Kim "enfatizou a necessidade de tomar medidas positivas e ofensivas para garantir plenamente a soberania e a segurança do país", segundo relato da agência KCNA .

As tratativas entre Kim e Donald Trump estão travadas desde a fracassada cúpula de fevereiro passado, no Vietnã, quando o norte-coreano exigiu o fim das sanções internacionais para desmantelar seu principal complexo nuclear.

Leia também:"Faltou Queiroz", diz Frota sobre vídeo de férias de Bolsonaro
https://ultimosegundo.ig.com.br/politica/2019-12-30/faltou-queiroz-diz-frota-sobre-video-de-ferias-de-bolsonaro.html

Os dois líderes chegaram a se encontrar novamente em junho, na zona desmilitarizada de Panmunjom, mas as conversas não avançaram.