Franceses em fila nas calçadas
Reprodução/Twitter
Greve dos transportes deixou longas filas nas ruas

A polícia reprimiu nesta segunda-feira (23) uma manifestação contra a reforma da Previdência que era realizada em Paris , na França . O protesto ocorria na capital e a confusão começou depois que um batalhão de choque confrontou cerca de de 30 manifestantes próximo à estação Gare de Lyon, uma das mais movimentadas da cidade.

As manifestações chegaram a seu 19º dia seguido na França e fazem parte da greve geral contra as propostas de reforma da Previdência do presidente Emmanuel Macron . Após a ação da polícia, os manifestantes soltaram sinalizadores e fogos de artifício, e a fumaça se espalhou pelo saguão da estação.

Leia também: Após incêndio, catedral de Notre-Dame não vai ter missa de Natal

Por conta da paralisação dos transportes públicos, moradores da Paris formaram longas filas nas calçadas na esperança de conseguirem se locomover. A greve afetou também os preparativos para o Natal e algumas pessoas dizem que os próprios franceses estão virando "reféns" dessa situação.

Na tentativa de acalmar os ânimos em Paris, Macron disse neste domingo (22) que vai abrir de sua aposentadoria depois que sair da presidência . O benefício que ele teria direito é de 13,5 mil euros mensais, o equivalente a cerca de R$ 28 mil.  

    Veja Também

      Mostrar mais