Agência Brasil

Segundo informações, pessoas foram alvejadas na sala de espera do local
Reprodução/Polícia Ostrava
Segundo informações, pessoas foram alvejadas na sala de espera do local

Seis pessoas morreram na manhã desta terça-feira (10) depois de terem sido alvejadas a tiros numa sala de espera de um hospital da cidade tcheca de Ostrava por um homem que ainda não foi identificado. O corpo dele foi encontrado horas depois, em uma região próxima do local do crime, com um tiro na cabeça. Os agentes acreditam que ele tenha se suicidado.

Leia também: Marco Feliciano é expulso do Podemos após tratamento odontológico de R$ 157 mil

O primeiro-ministro Andrje Babis disse que os disparos foram efetuados por um homem, cuja identidade é ainda desconhecida, na sala de espera do hospital . O atirador acertou ao menos sete pessoas.

O ministro do Interior, Jan Hamáček, confirmou que o tiroteio ocorreu no hospital universitário de Ostrava e, nas buscas para encontrar o suspeito em fuga, foram mobilizadas várias unidades especiais da polícia e um helicóptero. A operação se estendeu por toda a República Tcheca . Todos os acessos ao hospital, situado no campus da Universidade de Ostrava, estão fechados.

Em declarações à televisão checa CT24, um diretor do hospital afirmou que “o plano de emergência foi ativado. As instalações do nosso hospital estão fechadas e a polícia está no local desde o início do incidente”.

Leia também: Governo de SP afasta mais 32 PMs envolvidos em operação em Paraisópolis

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários