Tamanho do texto

Câmeras de segurança da livraria flagraram toda a ação; após o incidente, o chanceler mexicano ordenou que Recio Becerra retorne à Cidade do México

Embaixador arrow-options
Reprodução/Facebook
Nas imagens, Becerra aparece colocando livro no meio de um jornal que estava segurando

O chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, ordenou neste domingo que o embaixador do país na Argentina, Óscar Ricardo Valero Recio Becerra, retorne à Cidade do México para que seja investigado se é verdade que ele roubou um livro de uma famosa livraria argentina.

Leia também: Em entrevista, Marcelo Odebrecht diz que Lula pediu projeto da empresa em Cuba

“Foi solicitado que a Comissão de Ética investigue o caso do embaixador na Argentina acusado de roubar livros de uma famosa livraria. De momento, foi ordenado que ele volte para casa”, disse Ebrard em seu Twitter, depois que vieram à tona imagens do momento em que o diplomata foi supostamente interceptado por guardas da livraria El Ateneo.

“Se for comprovado que o vídeo é verídico, ele será afastado imediatamente do cargo. Zero tolerância à desonestidade”, completou o chanceler.

O vídeo mostra o momento em que um homem, supostamente o embaixador mexicano, pega um livro e o esconde dentro de um jornal. Na gravação também é possível ver o momento seguinte, no qual o homem mostra aos guardas recibos de outros livros que foram pagos no caixa do estabelecimento.

Leia também: Briga por copo termina com homem morto a tiros em praia de Pernambuco

Nenhuma das notas, no entanto, era correspondente ao livro aparentemente escondido no jornal: uma biografia de Giacomo Casanova, um aventureiro italiano do século XVII. Assinada por Guy Chaussinand-Nogaret, a obra é avaliada em menos de US$ 10 (cerca de R$ 42).

O incidente teria ocorrido no dia 26 de outubro, mas só veio à tona no último domingo (8).