Ernesto Araújo
Alan Santos/PR - 2.7.19
Ministro diz que Brasil poderá reavaliar permanência no bloco.

O Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo , afirmou que o governo Bolsonaro não descarta a possibilidade de o Brasil deixar o Mercosul. Em entrevista ao Valor Econômico publicada nesta segunda-feira (25), o ministro disse que as eleições na Argentina são um dos pontos que fazem o atual governo cogitar a possibilidade.

Leia também: Partidos pró-democracia vencem eleições em Hong Kong

"O Mercosul não é apenas um nome, uma bandeira hasteada. Se o projeto é desvirtuado, precisa ser repensado", afirmou Araújo durante a entrevista. A declaração veio depois que a conselheira econômica de Fernández, Paula Español, elogiou algumas medidas adotadas no governo de Cristina Kirchner.

O ministro disse ainda que, durante o resto do ano, o bloco "caminhou bem" durante o governo de Mauricio Macri , que deixará o cargo de presidente da Argentina no dia 10 de dezembro.  

"Na nossa transição [de governo], no fim do ano passado, houve dúvidas sobre a utilidade do bloco. Apostamos no Mercosul e isso vinha dando certo com a Argentina do Macri. Não podemos dizer que é um projeto inquestionável, que vai durar para sempre, aconteça o que acontecer", afirmou Araújo na entrevista. 

    Veja Também

      Mostrar mais