Tamanho do texto

Ex-presidente e vice-presidente eleita da Argentina postou em seu Twitter comentários sobre situação na América Latina, sem mencionar Bolívia

Cristina Kirchner arrow-options
José Cruz/Agência Brasil - 16.7.2014
Quando era presidente, Cristina Kirchner governava de forma alinhada a Evo Morales

A ex-presidente e vice-presidente eleita da Argentina, Cristina Kirchner , usou seu perfil no Twitter para se manifestar acerca dos fatos recentes na América Latina. Sem mencionar especificamente a Bolívia, ela afirmou que “parece que não é mais o povo que elege os presidentes”.

Leia também: Segundo secretário-geral da OEA, Evo Morales deu um autogolpe

“Agora, se autoproclamam com grande patrocínio midiátios e reconhecimendo imediato de já sabemos quem”, escreveu Cristina. Ainda que a argentina não tenha especificado sobre o que estava falando, fica claro que ela se referiu a situação do país vizinho, cujo presidente eleito, Evo Morales , renunciou e pediu asilo no México após uma série de protestos e uma acusação de fraude nas eleições. 

Evo foi substituído pela vice-presidente do Senado, Jeanine Añez , que se autoproclamou presidente interina nesta terça-feira (12) em uma sessão com quórum abaixo do necessário. Añez prometeu realizar novas eleições.

Leia também: Brasil reconhece senadora que se proclamou presidente da Bolívia

Cristina Kirchner concluiu a alfinetada dizendo que “o curioso é que dizem fazê-lo em nome da democracia”. Evo Morales e outros líderes de esquerda defendem que os acontecimentos recentes da Bolívia são parte de um golpe de Estado. Quando era presidente da Argentina, Cristina Kirchner tinha uma política alinhada à de Evo Morales.