homem vestido de formando
Umer Riaz / Arquivo pessoal
Homem quer equivalente a R$ 1 milhão de universidade

Um homem de 33 anos entrou com uma ação judicial contra a Universidade de South Wales, no País de Gales, por não acreditar que “ganhou a nota que achava merecer” da instituição de ensino. 

Umer Riaz, que saiu do Paquistão para estudar no país europeu, entrou na  universidade para cursar química no ano de 2011. Ele precisou fazer o primeiro ano de graduação novamente porque não conseguiu créditos suficientes em uma matéria. No ano de 2014, após "sofrer uma queda", ele atrasou o curso por mais um ano.

Leia também: Funcionários de colégio militar afastados por suspeita de revistar alunos nus

Mesmo tendo se formado, ele conseguiu apenas um diploma “comum”, também chamado de “pass degree”, mas o rapaz ficou insatisfeito porque acreditava que deveria ganhar um diploma com honras, a maior recompensa dentro de uma graduação no Reino Unido.

“Recebi alguns e-mails da Itália e da Alemanha, todos eles afirmavam que estavam impressionados com minhas pesquisas, mas que, infelizmente, eu não tinha créditos suficientes”, afirmou o rapaz em entrevista ao jornal britânico Mirror.

Leia também: Dia de herói! Professor abraça aluno armado e evita tragédia em escola; assista 

O rapaz afirmou, ainda, que está disposto a levar o processo o mais longe que conseguir, mesmo que tenha que "ir até as Nações Unidas". Por danos morais, ele pede £ 200 mil (equivalente a R$ 1 milhão).

Em pronunciamento, a universidade afirmou que "leva as reclamações a sério e mantém o compromisso em ter padrões rigorosos de avaliação”.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários