Tamanho do texto

Caso foi denunciado ao Conselho Tutelar da cidade de Goiás, no estado homônimo. Revista foi feita após denúncia de que alunos portariam drogas

grupo de alunos na frente de colégio arrow-options
CEPMG Perillo / Facebook
Diretor e outros dois policiais que trabalhavam no colégio foram afastados do cargo

O diretor do Colégio Estadual da Polícia Militar de Goiás João Augusto Perillo, na cidade de Goiás , foi afastado após uma aluna denunciar ter sido revistada nua junto a outros colegas dentro da instituição.

O Conselho Tutelar da cidade recebeu a denúncia por meio do pai de um aluno do 9º ano do colégio . Segundo ele, um policial homem e uma policial mulher foram designados para levar os alunos até o banheiro, instruí-los a tirar as roupas e agachar cinco vezes.

Leia também: Escola se desculpa após colocar caixas na cabeça de alunos durante prova

O motivo da revista seria uma denúncia de que os alunos estavam portando drogas e praticando tráfico dentro da instituição. Nenhum dos fatos denunciados, porém, foi comprovado pela polícia.

Por meio de nota divulgada à imprensa, o Governo de Goiás afirmou que os dois policiais e o diretor foram afastados do local e que um procedimento administrativo foi instaurado para investigar os fatos relatados.