Abu Bakr al-Baghdadi sentado ao lado de armas
Reprodução
Morte do líder terrorista foi confirmada pelo presidente Trump em comunicado

O grupo terrorista Estado Islâmico confirmou nesta sexta-feira (1º) a morte de seu líder após uma operação das forças especiais do governo dos Estados Unidos no último fim de semana. Em comunicado feito pelo Telegram, o grupo pediu que seus apoiadores vinguem a morte de  Abu Bakr al-Baghdadi .

"Ó muçulmanos, ó mujahedines, soldados do EI. Lamentamos o comandante dos fiéis Abu Bakr al-Baghdadi", afirmou o grupo em uma mensagem de áudio.

No mesmo comunicado, os extremistas também confirmaram a morte, em outro ataque, do ex-porta-voz, Abu al-Hassan al-Muhajir. Ele era braço direito de Baghdadi.

Funcionários do governo dos EUA confirmaram na última segunda-feira (28) que o corpo do líder do grupo terrorista recebeu um funeral em alto mar , cerca de um dia depois morrer em uma operação militar contra seu esconderijo, na província de Idlib, na Síria.

    Leia tudo sobre: Estado Islâmico

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários