mulher
Acervo familiar / Reprodução
Mulher de 26 anos se despediu da mãe por mensagem

Com apenas 26 anos, a vietnamita Pham Thi Tra pode ser uma das 39 pessoas encontradas mortas dentro de um caminhão em Essex, no Reino Unido, na última quarta-feira (24).

Em entrevista à BBC, o irmão da imigrante contou que ela saiu do vilarejo onde morava, no Vietnã, para a China. De lá, foi para a França e tentou entrar no Reino Unido em busca de uma vida melhor, mas não conseguiu.

De volta à China após a primeira tentativa frustrada, a mulher teria então decidido pagar £ 30 mil (equivalente a R$ 150 mil) para ser transportada ilegalmente para a Inglaterra. Dias após se despedir da família e pedir para que eles não falassem com ela por instruções dos traficantes , ela enviou uma série de mensagens à própria mãe.

Leia também: 39 mortos no Reino Unido: vítimas podem ter sido congeladas vivas no caminhão

“Me desculpa mãe, minha jornada não foi bem sucedida. Eu te amo. Estou morrendo porque não consigo respirar”, diz a sequência de textos. A mensagem foi recebida pela mãe da garota por volta das 22h30 da terça-feira, horas antes do caminhão chegar ao Reino Unido.

Agora, a família da mulher luta para identificar o corpo , já que até o momento a informação inicial divulgada pelas autoridades britânicas é de que todos os ocupantes do caminhão são chineses.

Até o momento, a polícia prendeu um casal irlandês que é proprietário do veículo e um motorista de 25 anos que levou o caminhão da Bélgica ao Reino Unido. As causas das mortes  da imigrante ainda não foram descobertas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários