Pai mata filho na própria casa
The Sun/Reprodução
Residência em que pai, mãe adotiva e criança residiam no Arizona, nos Estados Unidos.

Uma criança de 6 anos com necessidades especiais foi assassinada pelo próprio pai no Arizona, Estados Unidos. Pablo Martinez disse à polícia que viu ‘algo de demoníaco no garoto’ e, por isso, derramou água fervente na garganta e no corpo do filho durante o banho ‘para o exorcizar’.

Os policiais foram chamados à casa da família, localizada na reserva de nativos Pascua Yaqui, por meio de uma notificação sobre uma criança queimada. A mãe adotiva, Romelia Martinez, foi quem telefonou para o serviço de emergência. 

Antes de contactar a polícia, Romelia teria ligado para um pastor. 

Leia também: 'Alergia a Wi-Fi' faz com que mulher viva dentro de saco de dormir

O garoto foi encontrado em um quarto, completamente nu e apoiado em um travesseiro na cama, sem respirar, quando foi socorrido pelos policiais.

A criança chegou ao hospital sem vida, com queimaduras em 15% do corpo, incluindo cabeça, cotovelos e antebraços, segundo o documento do tribunal que está apurando o caso.

'Sons borbulhantes' vindos do banheiro foram escutados por Romelia, segundo o depoimento colhido pelos policiais. 

Após abrir a porta do banheiro, ela avistou o marido segurando o filho debaixo da torneira quente da banheira . Romélia teria gritado para ele parar, mas ele respondeu que tinha que fazer isso.  Pablo disse à polícia que algo de mal tomou conta do corpo do seu filho e que por esse motivo teve que ' expulsar o demônio '. 

De acordo com informações apuradas pelo The Sun, Pablo teria afogado a criança em água fervente por cerca de 10 minutos. Ao perceber a falta de sinais vitais, o pai tentou ressuscitar o garoto, que não reagiu. Após isso, Pablo derramou água fria nele. 

A polícia o acusa de assassinato de primeiro grau e hoje ele está sob custódia dos delegados dos Estados Unidos. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários