Pastor
Divulgação/Montgomery County Police Department
Em depoimento, pastor admitiu a tentativa de estupro contra a menor

O pastor de uma igreja na cidade de Gaithersburg, no estado de Maryland (EUA), foi preso nesta quarta-feira (25) após ser acusado de uma tentativa de estupro por uma menina que frenquentava o local. Ao ser questionado sobre o abuso, ele afirmou que foi levado a atacar a vítima por 'demônios internos'.

Leia também: Bolsonaro assina nomeação de Augusto Aras na PGR

Segundo informações da rede de TV norte-americana NBC, o home, identificado como Octavio Cantarero, de 42 anos, é pastor na Igreja Pentecostal Principe da Paz e teria invadido o quarto da jovem, que não teve a idade revelada, enquanto ela dormia.

No depoimento, a vítima afirmou que acordou com Cantarero já em cima dela, mas que conseguiu lutar com ele e fugir do quarto. Após a tentativa de estupro , ele teria tentado abafar o caso e silenciar a garota com alguns presentes, além de prometer que a colocaria em uma escola e até pagaria o aluguel de uma residência, caso ela quisesse se mudar.

Ainda de acordo com a publicação, a menina vivia em um dos quartos da igreja desde o último dia 16 de janeiro. No local, que era dividido com o próprio pastor, havia duas camas. Os primeiros meses de convivência foram tranquilos, até a data da tentativa de abuso, ocorrida em maio.

"Durante o depoimento, ele admitiu que tentou realizar o ato, mas que foi levado a cometer o crime por demônios , que o provocaram e atiçaram", afirmou a nota divulgada pelo Departamento de Polícia de  Gaithersburg .

Preso, Cantarero foi acusado de abuso sexual e tentativa de estupro contra menor. Ele deve ficar à disposição da Justiça até o julgamento, sem chance de pagamento de fiança.

Leia também: Não é possível saber de que arma saiu a bala que matou Ágatha, diz perícia

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários