Tamanho do texto

Itamaraty se prepara para que chefes de Estado se retirem do plenário ou enviem representantes de terceiro escalão na hora de discurso de Bolsonaro

Bolsonaro batendo palma arrow-options
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 4.9.19
Taxa de rejeição ao presidente Jair Bolsonaro cresceu no mês de agosto, segundo Datafolha

O Itamaraty se prepara para um possível boicote ao discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, realizada no dia 24 de setembro nos Estados Unidos. 

Segundo a coluna de Lauro Jardim, do O Globo, o temor do Ministério das Relações Exteriores é de que chefes de Estado europeus se retirem do plenário ou enviem representantes do terceiro escalão dos governos quando o presidente brasileiro se encaminhar ao microfone.

Leia também: Paulo Guedes pede desculpas por chamar Brigitte Macron de “feia"

Bolsonaro, que vai passar por mais uma cirurgia no domingo (8), disse que vai discursar sobre a Amazônia no evento da ONU “nem que seja de cadeira de rodas”.

 Ao longo do último mês, Bolsonaro criou intriga com a chanceler alemã Angela Merkel, mandando ela reflorestar a Alemanha com o dinheiro suspenso do fundo da Amazônia ; com a Noruega, atribuindo vídeos de caças de baleia da Dinamarca ao país, e com a França, brincando com comentário que chamou a primeira-dama Brigitte Macron de feia.