Tamanho do texto

Ciclone de categoria 5, a mais alta na escala, derrubou casas e causou enchentes no arquipélago caribenho; confira imagens da destruição

Dorian arrow-options
Reprodução
Furacão Dorian se aproxima da costa da Flórida

Com ventos registrados a 295 km/h, o furacão Dorian se aproxima da Flórida, nos Estados Unidos. Por conta da velocidade, ciclone foi registrado como de categoria 5, a maior na escala Saffir-Simpson. Antes de atingir a costa norte-americana, no entanto, a tempestade vem causando destruição no arquipélago das Bahamas, que fica no Caribe.

Leia também: Brasileiros que vivem na Flórida se preparam para furacão Dorian

O furacão Dorian é o segundo maior fenômeno do tipo já registrado no Atlântico em toda a história. Ainda não foram divulgados dados oficiais de mortos e feridos na tempestade. No entanto, a maior parte do arquipélago está sem energia elétrica, casas foram destruídas e enchentes atingiram.

Moradores locais foram às redes sociais e compartilharam as cenas de destruição nas Bahamas . Confira: 





O primeiro-ministro das Bahamas, Hubert Minnis, pediu para que as pessoas procurassem abrigos e disse que a "tempestade de enormes proporções vai testar o país como nunca antes". 

O ciclone deixa as Barramas ainda nesta segunda-feira (02) e está previsto para chegar na costa da Flórida até esta terça-feira (03). Por conta da tempestade, mais de 100 voos que deixariam a Flórida nos próximos dias foram cancelados. A tendência é que o ciclone perca força até chegar aos Estados Unidos.

Leia também: Quem é Greta Thunberg, a adolescente ativista que incomoda líderes mundiais

De acordo com o presidente norte-americano Donald Trump, as pesquisas de meteorologia ainda não conseguiram precisar a rota do furacão Dorian. "A princípio estaria indo apenas para a Flórida, mas agora pode chegar à Geórgia e a Carolina do Sul", disse. Os três governadores já declararam estado de emergência.