Tamanho do texto

Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho era alvo de um mandado de prisão preventiva expedido na Operação Circus Maximus, da Polícia Federal

IstoÉ

Paulo Renato Figueiredo com Donald Trump arrow-options
Arquivo pessoal-Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho
Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho, neto de João Figueiredo, tem bom relacionamento com Donald Trump


O empresário Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho foi preso em Miami na última sexta-feira (2). Ele é neto do general João Baptista Figueiredo , último presidente brasileiro na ditadura militar. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Paulo Roberto era alvo de um mandado de prisão preventiva expedido na Operação Circus Maximus, da Polícia Federal. Ele é suspeito de integrar um suposto esquema de pagamento de propinas a dirigentes do Banco de Brasília em troca de recursos para a construção do extinto Trump Hotel, no Rio, hoje batizado de LSH Lifestyle.

Leia também: Procurador recebeu nove repasses via 'setor da propina' da Odebrecht

O empresário estava foragido desde que a Operação Circus Maximus foi deflagrada, em janeiro deste ano. Ele também estava na lista de procurados da Interpol.

Segundo documentos da operação, ao menos R$ 16,5 milhões em subornos foram pagos a dirigentes do BRB para que liberassem recursos de fundos de pensão de estatais e de órgãos públicos, administrados pelo banco, e da própria instituição financeira para os projetos que davam prejuízo e não passavam por análise técnica adequada.