Tamanho do texto

Criança de 10 anos disse que era acorrentada com frequência no porão da casa onde morava. Pai disse que criança se trancou deliberadamente

Menino foi socorrido por bombeiros, que quebraram correntes arrow-options
Krasnodar Information Center / Reprodução
Menino foi mantido acorrentado pelo pai e só saiu de cativeiro após ele ir ao hospital socorrer esposa

Um menino de dez anos que era mantido acorrentado pelo pai fugiu de casa para pedir ajuda a funcionários de uma loja de conveniência na cidade de Velikovechnoye, na Rússia. A criança, identificada apenas como Tikhon, aproveitou o momento no qual o pai correu para o hospital com a madrasta em trabalho de parto e se libertou do cativeiro com uma barra de madeira.

Mesmo com pedidos insistentes do menino para que os funcionários não chamassem a polícia, a equipe acionou os oficiais e os bombeiros . Ele ajudaram a tirar as correntes do pescoço da criança. Em conversa com os policiais , Tikhon contou que era mantido amarrado no porão com frequência. 

Leia também: Menino de seis anos é apreendido por roubar carro e armas

“Eu estou extremamente preocupada com o destino dele. Eu quero que ele fique comigo, e não com o pai tirano", afirmou a mãe do menino, identificada apenas como Viktoria, em entrevista reproduzida pelo portal britânico Metro. Ela afirmou ter medo de que ele volte a morar com o pai.

Tikhon passou por exames e foi enviado ao conselho tutelar. Em resposta aos policiais, o pai da criança, que é empresário, disse que ele se prendeu nas correntes deliberadamente.