Tamanho do texto

O jovem Artur, de 10 anos, havia acabado de se mudar para um novo bairro e encostou em um cabo de alta tensão exposto. A polícia abriu investigação em os culpados pelo acidente podem ser condenados a 10 anos de prisão

IstoÉ

Whatsapp arrow-options
Reprodução
A mãe descobre que seu filho morreu após ver foto em grupo de Whatsapp.

Um menino de 10 anos encostou em um cabo de alta tensão exposto, deixado por trabalhadores da construção civil, e morreu em Novosibirsk, na Rússia. A criança, identificada como Artur, era nova no bairro e sofreu um choque de 13 mil volts, segundo informações do tabloide Mirror.

Leia também: Corpo de homem desaparecido há 10 anos é encontrado em loja na qual trabalhava

A família de Artur tinha se mudado para a região apenas cinco dias antes do acidente. A mãe dele, Valentina, descobriu o incidente após ter entrado em um grupo de WhatsApp e ter visto uma mensagem do filho morto após brinca na vizinhança.

“Ninguém me contou. Eu vi o que aconteceu ao meu filho no grupo . Nos mudamos há cinco dias e ele não conhecia nada da área. Ele fez amigos há alguns dias e eles estavam brincando lá fora”, afirmou Valentina.

A polícia local abriu uma investigação para identificar os culpados pelo acidente . Segundo a lei russa, o caso de negligência pode render uma sentença de 10 anos para o culpado. “Foi estabelecido que a vítima encostou em uma pilha de lixo de uma construção que continha um cabo de alta voltagem. Devido ao contato, ele morreu imediatamente”, afirmou um investigador.