Tamanho do texto

Um apagão atingiu todo o país no fim da tarde desta segunda-feira (22); governo Maduro atribuiu a queda de energia a um “ataque eletromagnético”

apagão na Venezuela arrow-options
Reprodução/Twitter
Diversos prédios ficaram sem luz após o apagão geral desta segunda-feira

O governo venezuelano informou na manhã desta terça-feira (23) que a energia elétrica foi completamente reestabelecida na capital do país, Caracas. Ainda segundo informações do governo obtidas pelo G1 , em outras quatro regiões do país (Mérida, Trujillo, Barinas e Aragua) a luz voltou parcialmente.

Leia também: Mulher atira dentro de fast food após reclamar que batatas fritas estavam frias

O apagão atingiu todo o país por volta das 16h45 (horário local) desta segunda-feira (22). Em nota, o governo da Venezuela disse que os primeiros indícios de investigação apontam para um " ataque eletromagnético " que atingiu o sistema de geração hidrelétrica de Guayana, principal provedor de energia elétrica do país.

Nas primeiras horas desta terça, o ministro de Comunicação e Informação do país suspendeu as atividades laborais e educativas e pediu que a população só saísse às ruas se fosse extremamente necessário.

A Venezuela já havia sofrido com outros apagões. Em março deste ano, a  energia caiu em 22 dos 23 estados do país, deixando cerca de 90% do território sem energia por mais de 18 horas. Também naquela época, o governo Maduro atribuiu o  apagão a um “ataque cibernético”.