Tamanho do texto

A mãe dele afirmou que não recebeu auxílio; a United oferece um serviço para menores de idade desacompanhados mediante pagamento de taxa

IstoÉ

Dois aviões da United Airlines
Reprodução
A United oferece um serviço para menores de idade desacompanhados

Um menino de 14 anos saía de Raleigh, no estado americano da Carolina do Norte, com destino a Estocolmo, na Suécia. O adolescente, porém, foi colocado em um voo errado de outra companhia aérea e viajou para a Alemanha. No Twitter, a mãe dele afirmou que não estava recebendo auxílio no caso. As informações são do UOL .

Leia também: Passageira dorme e é esquecida em avião no Canadá

Branda Berg, mãe do menino, contou no Twitter todo o incidente. Seu filho viajaria dos Estados Unidos para a Suécia pela United Airlines , mas a companhia aérea não tem voo direto para o país europeu e foi necessária uma escala em Nova York, para que o menino embarcasse em uma companhia aérea parceira. De acordo com a mãe do garoto, a United oferece um serviço para menores de idade desacompanhados mediante pagamento de taxa.

De acordo com a mulher, o filho não recebeu assistência ao fazer a escala, foi impedido de embarcar e levado a uma sala para menores desacompanhados . A companhia aérea afirma que menores de 5 a 14 devem receber acompanhamento, mas o serviço não se aplica a passageiros de voos parceiros.

Leia também: Corpo cai de avião e quase acerta homem que tomava sol em jardim

O menino foi colocado em um voo para Dusseldorf, na Alemanha, e decidiu ligar para a mãe. Após discussões no Twitter, o menino foi retirado do avião, mas perdeu o voo para a Suécia. Horas depois, ele foi ajudado pela SAS e viajou até a Dinamarca, onde fez conexão para Estocolmo.