Tamanho do texto

Presidente brasileiro disse que Merkel foi bastante cordial; a conversa dos líderes aconteceu durante o encontro do G-20 em Osaka, no Japão

Bolsonaro sorri e faz joinha ao lado de Angela Merkel, que olha em sua direção
Clauber Cleber Caetano/PR
Merkel havia afirmado que advertiria Brasil sobre desmatamento

O presidente Jair Bolsonaro disse que, em conversa com a chanceler alemã, Angela Merkel , falou para ela que o Brasil é alvo de uma "psicose ambientalista". O diálogo foi relatado pelo líder brasileiro em entrevista à imprensa, durante cúpula do G-20 .

Leia também: Mourão diz que chanceler alemã não conhece realidade brasileira

"Conversei com ela, foi uma conversa tranquila. Em alguns momentos, ela arregalava os olhos, de maneira bastante cordial. Mostramos que o Brasil mudou o governo, e é um país que vai ser respeitado. Falei para ela também da questão da psicose ambientalista que existe para conosco", disse Bolsonaro a jornalistas, sobre o encontro com Merkel realizado na sexta-feira (28).

Poucos dias antes do G-20 , a chanceler alemã havia feito um pronunciamento no qual criticou a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro. Ela havia declarado que gostaria de ter uma conversa clara com o presidente sobre o desmatamento no Brasil.

Assim que desembarcou no Japão, Bolsonaro  rebateu a declaração de Angela Merkel e aficou que o Brasil tem "exemplo para dar à Alemanha, inclusive sobre meio ambiente.