Tamanho do texto

Na Itália, nível máximo foi definido pelo Ministério da Saúde; outros locais, como França e Espanha, também preparam medidas para evitar mortes

Calor Europa
Pixabay
Temperaturas devem atingir a marca dos 40° nos próximos dias em algumas cidades da Europa

As altas temperaturas esperadas na Europa nos próximos dias, principalmente nesta quinta (27) e sexta-feira (28), têm colocado os países em alerta vermelho para evitar maiores problemas relacionados a saúde da população.

Leia também: Forte terremoto atinge fronteira do Panamá com a Costa Rica

Na Itália, pelo menos seis cidades atingiram o nível máximo de atenção, que indica risco iminente devido as temperaturas , que poderão bater recordes e serem as mais altas para o mês de junho desde 2003, segundo informa o Ministério da Saúde do país.

Como uma das medidas, a Cruz Vermelha ativou um número gratuito para todos que precisarem de apoio, assistência e aconselhamento para enfrentar as altas temperaturas, principalmente idosos e crianças.

A expectativa é de que os termômetros subam mais de 40ºC em Piemonte, Milão, Ferrara, Bolonha e Triste. Já na região da Toscana, como Florença e Prato, a previsão é de 39ºC, assim como na ilha da Sardenha. Em Roma, por sua vez, o calor deve atingir entre 37ºC e 38ºC. O calor tem sido provocado por um anticiclone do norte da África.

O governo francês iniciou o fechamento de dezenas de escolas por causa da onda de calor , que deve ultrapassar a marca dos 40º C em algumas regiões nesta quinta-feira (27), segundo as estimativas.

Cerca de 50 escolas em Essonne, no sul de Paris, tiveram as aulas suspensas por não ter ar-condicionado suficiente.

As autoridades francesas também decidiram que em Paris e em Lyon apenas os veículos menos poluentes serão permitidos nas estradas a partir de hoje. A capital da França é especialmente propensa a poluição no tempo quente.

Em partes do nordeste da Espanha , o calor deve chegar a 45°C na próxima sexta-feira (28). Já na Alemanha , a expectativa é de que os termômetros fiquem abaixo dos 40ºC, mas bem próximo disso.

Leia também: Trump: "Vamos responder todo ataque do Irã com força esmagadora"