Tamanho do texto

Esta é a segunda cidade dos Estados Unidos a liberar o consumo de alucinógenos naturais, depois de Denver, que o fez um mês atrás

Planeta

Depois da maconha, chegou a vez das plantas alucinógenas em Oakland, na Califórnia (EUA). A Câmara Municipal da cidade votou, nesta terça (4), por unanimidade, pela descriminalização dos cactus e cogumelos mágicos . A aplicação da lei está voltada para deixar de investigar e processar indivíduos por usarem ou possuírem drogas provenientes de plantas que contenham a psilocibina alucinógena.

Leia também: Bolsa revela cocaína e outras drogas consumidas por indígenas há mil anos

É a segunda cidade dos Estados Unidos a liberar o consumo de alucinógenos naturais, depois de Denver, que os descriminalizou cerca de um mês atrás por meio de voto popular. Também há esforços em andamento no Oregon para colocar a descriminalização dos cogumelos na votação do estado em 2020. Em Iowa, o deputado republicano Jeff Shipley está apoiando um projeto de lei sobre cogumelos na legislatura do estado.

cactus alucinógenos
Divulgação/Planeta/Peter A. Mansfeld
Cactus peiote ou mescal, comum no território dos EUA até o centro do México. Tem sido usado por séculos pelos efeitos psicodélicos experimentados quando ingerido

Antes da votação, cerca de 30 pessoas discursaram sobre a questão, a maior parte delas apoiando a liberação. Entre os argumentos colocados esteve a questão de que drogas que ocorrem naturalmente, como os cogumelos e cactos (do tipo peiotes ou mescal), têm sido usadas por várias culturas há centenas de anos para tudo, desde buscas espirituais até no combate a desequilíbrios psiquiátricos , como a síndrome do estresse pós-traumático, depressão , vício e ansiedade.

Alguns descreveram anos de dependência e dor antes de começarem a usar esses alucinógenos e encontrar alívio. Mas teve também quem questionou a decisão e sugeriu aguardar as consequências em Denver.

Leia também: Nos EUA, polícia celebra mês do Orgulho LGBT com uniformes e viaturas coloridas

“Nós temos muitos desafios mentais nas nossas ruas hoje, e é importante poder fornecer livremente qualquer apoio medicinal que pudermos, incluindo o uso de plantas que tenham efeitos benéficos por milhares de anos”, disse Noel Gallo, membro do Conselho da Cidade de Oakland, que apresentou a resolução ao jornal USA Today .

Várias emendas foram feitas à resolução para dar orientação aos usuários, como a recomendação aos interessados de começarem o uso dos cogumelos ou cactus com quantidades muito pequenas para que possam descobrir como reagem e que considerem ter uma pessoa sóbria de confiança por perto.