Tamanho do texto

Operações de resgate continuam; desaparecidos fazem parte de uma equipe maior de 12 pessoas que partiu da vila de Munsiyari no dia 13 de maio

Himalaia
shutterstock
Ao menos três alpinistas seguem desaparecidos no Himalaia

Um helicóptero da Força Aérea Indiana encontrou nesta segunda-feira cinco corpos no alto de uma montanha no Himalaia indiano, enquanto realizava buscas na área por oito alpinistas desaparecidos . A suspeita é de que os oito tenham sido atingidos por uma avalanche na semana passada, disse uma autoridade governamental do estado de Uttarakhand.

Vijay Kumar Jogdande, administrador civil do distrito de Pithoragarh, explicou que os cinco corpos foram avistados durante um dos voos que estão sendo realizados na área desde a última sexta-feira. Dois helicópteros da Força Aérea indiana e uma equipe de resgate encontraram os cinco corpos no local onde o grupo de alpinistas desapareceu. Segundo Jogdande, eles foram vistos pouco antes das operações terem sido suspensas devido às previsões de vento forte e avalanche.

“Quatro corpos podem ser vistos juntos e um quinto um pouco distante dos outros”, disse Jogdande. Agora a missão de busca trabalha com a suposição de que todos os oito alpinistas morreram. “Estamos tentando recuperar os corpos. Acreditamos que os outros três estão próximos”, afirmou.

Jogdande disse que os corpos estão acima dos 5 mil metros de altitude e que a possibilidade de uma segunda avalanche dificultará o acesso ao local. De acordo com o administrador, ainda não foi decidido se a retirada dos corpos será feita por terra ou pelo ar.

“Estamos estudando as duas alternativas. Os corpos estão em uma altitude alta, em um terreno inacessível e ainda instável, que poderia ser atingido por uma avalanche secundária. Estamos elaborando um plano.”

Uma equipe levaria ao menos uma semana para chegar à área, disse Sanjay Gunjiyal, autoridade policial de alto escalão envolvida na missão.

Os alpinistas — quatro do Reino Unido, dois dos Estados Unidos, um da Austrália e um da Índia — foram dados como desaparecidos por colegas na última sexta-feira por não terem voltado ao seu acampamento-base perto de Nanda Devi , a segunda montanha mais alta da Índia.

Os alpinistas tentavam subir um pico sem nome e nunca escalado de 6.477 metros, próximo de Nanda Devi, quando sua rota foi atingida por "uma avalanche considerável", disse a Moran Mountain, empresa que organizou a expedição.

A escalada começou no dia 13 de maio, e os desaparecidos chegaram à base pela última vez no dia 26, disseram os outros quatro alpinistas britânicos que fizeram parte da mesma expedição e foram resgatados no domingo. Os sobreviventes, que deram o alerta do desaparecimento, estão "bem e saudáveis", de acordo com Tripti Bhatt, autoridade da Força Estatal de Reação a Desastres de Uttarakhand. Nesta temporada de escaladas, ao menos 11 pessoas morreram em expedições ao Everest .