Tamanho do texto

Nova lei do governo filipino requer que alunos dos ensinos fundamental, médio e superior plantem pelo menos dez árvores cada antes da formatura

Floresta
Reprodução/Metro
Autor da lei acredita que serão plantadas 175 milhões de árvores por ano

O governo das Filipinas aprovou uma lei que obriga todos os estudantes a plantar árvores cada para poder se formar. Cada um deve plantar pelo menos dez mudas e a regra se aplica para quem for concluir tanto os ensinos fundamental e médio quanto a faculdade.

Leia também: Desmatamento da Mata Atlântica no último ano foi o menor desde 1985

A nova lei filipina formaliza uma tradição já existente de plantar árvores antes da formatura e tem o objetivo de ajudar a combater as mudanças climáticas . O congressista Gary Alejano, autor do projeto, escreveu no texto explicativo da lei que “em uma geração, não menos do que 525 bilhões [de árvores] podem ser plantadas em função desta iniciativa”, já considerando que apenas 10% das plantas sobreviveriam.

Atualmente há cerca de 12 milhões de estudantes no ensino fundamental, cinco milhões no ensino médio e 500 mil no ensino superior. Isso significa que 175 milhões de árvores seriam plantadas anualmente, caso a lei seja implementada adequadamente.

Leia também: Redução drástica nas horas trabalhadas pode combater crise climática

De acordo com a CNN local, as árvores serão plantadas tanto em áreas urbanas quanto em mangues, florestas e áreas de proteção. As espécies devem ser apropriadas para cada locação, considerando clima e topografia da região.

Além de absorver carbono, espera-se que a lei estimule uma maior conscientização ambiental das próximas gerações.

Leia também: Governo Bolsonaro já aprovou a entrada de 169 novos agrotóxicos no País

O desmatamento é um dos principais problemas do país e plantar árvores foi uma das medidas encontradas pelo governo para resolvê-lo. As Filipinas estão entre os países mais desmatados do mundo e atualmente, apenas 20% da área do país está coberta por florestas.