Tamanho do texto

Telefonema de uma hora entre líderes também abordou a Coreia do Norte; tensão na América do Sul opõe as duas nações, que apoiam lados distintos

Donald Trump e Vladimir Putin
Reprodução/Facebook/Bundesregierung
Presidentes de Estados Unidos e Rússia conversaram durante uma hora sobre Venezuela, Coreia do Norte e mais

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, conversou por telefone durante mais de uma hora com o mandatário da Rússia, Vladimir Putin, nesta sexta-feira (3). Segundo a Casa Branca, a ligação girou em torno da crise na Venezuela e das negociações com a Coreia do Norte.

Leia também: Coreia do Norte reduz distribuição de comida para 300g por dia

A porta-voz de Trump, Sarah Sanders, disse que os dois líderes, além de tratarem sobre a situação da Venezuela , também falaram "brevemente" sobre o relatório do procurador Robert Mueller, que inocentou o presidente de conluios com a Rússia nas eleições de 2016, mas não descartou a hipótese de obstrução de Justiça.

Além disso, Trump e Putin discutiram a possibilidade de negociar um novo acordo nuclear que também envolva a China . "De forma geral, foi uma conversa positiva", declarou Sanders.
O telefonema aconteceu em meio à escalada da tensão na Venezuela, onde os EUA apoiam o opositor Juan Guaidó e a Rússia está ao lado de Nicolás Maduro.

Leia também: Vitória de Pirro

No último dia 1º de maio, Moscou advertiu que uma eventual intervenção militar americana no país latino geraria "consequências graves". Já Washington acusa a Rússia de "desestabilizar" a Venezuela .

    Leia tudo sobre: Donald Trump