Francesco Chiricozzi é vereador em Vallerano, pelo partido CasaPound, uma legenda neofascista italiana
Reprodução/Facebook
Francesco Chiricozzi é vereador em Vallerano, pelo partido CasaPound, uma legenda neofascista italiana

Um vereador e um militante, ambos do partido neofascista CasaPound, foram presos na manhã desta segunda-feira (29), na província de Viterbo, norte da Itália, sob a acusação de abuso em grupo contra uma mulher de 36 anos.

Leia também: Ernesto Araújo diz que nazismo e fascismo são "fenômenos de esquerda"

O suposto crime teria ocorrido na noite de 12 de abril, durante uma festa privada. Segundo a denúncia, após terem bebido, Francesco Chiricozzi, vereador em Vallerano, outro militante neofascista e uma mulher foram a um bar de Viterbo que costuma ser ponto de encontro dos membros do movimento neofascista e estava fechado – um dos homens tinha as chaves do local.

Os dois indivíduos teriam tentado uma primeira abordagem com a mulher, mas ela recusou os avanços. Na sequência, de acordo com a denúncia, o vereador e o outro militante teriam agredido a vítima, até deixá-la quase inconsciente.

Você viu?

Leia também: Partidos alemães condenam fala de Bolsonaro sobre nazismo ser de esquerda

Em seguida, eles teriam abusado da mulher repetidamente, filmando tudo com seus celulares. A polícia, mais tarde, teria encontrado imagens do  abuso nos smartphones.

"Nenhuma tolerância com pedófilos e estupradores. A prisão não basta, é preciso uma cura. Chamem de castração química ou bloqueio androgênico, mas o fato é que pediremos a imediata discussão na Câmara de nossa proposta de lei", disse o ministro do Interior Matteo Salvini.

Leia também: STF abre licitação de R$ 1,1 milhão para comprar lagostas, vinhos e caipirinha

Já o presidente do CasaPound, Gianluca Iannone, anunciou a expulsão "preventiva" dos dois militantes do partido neofascista e que Chiricozzi formalizará sua renúncia ao cargo de vereador nesta terça-feira (30).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários