Tamanho do texto

Mahmoud Abbas disse que a situação no Oriente Médio pode piorar se os Estados Unidos fizerem uma nova proposta de paz para Israel e Palestina

Mahmoud Abbas olhando para baixo com as mãos na cabeça
Reuters
O presidente da Palestina citou a mudança da embaixada americana para Jerusalém como motivo de sua desconfiança

O líder da Palestina, Mahmoud Abbas, disse que a situação no Oriente Médio vai piorar se os Estados Unidos fizerem novas propostas para o processo de paz com Israel .

Ele fez a declaração durante reunião de chanceleres de nações da Liga Árabe, que aconteceu no último domingo (21), no Egito. A afirmação do líder da Palestina se dá em meio a especulações de que, já em junho, o governo Trump vai apresentar um novo plano de paz para israelenses e palestinos.

Altas autoridades americanas dizem que o plano será duro para as duas partes, mas pedem a aceitação dos seus termos pelo dois lados.

Leia também: Embaixador da Palestina recomenda Brasil a "não comprar briga que não é sua"

Mencionando o reconhecimento americano de Jerusalém como capital de Israel , Abbas questionou a possibilidade de os Estados Unidos oferecerem algo capaz de satisfazer os palestinos. Além disso, criticou os EUA, dizendo que enganar os palestinos é a única intenção do governo americano.

O secretário-geral da Liga Árabe , Ahmed Aboul Gheit, assinalou que nações árabes precisam ter um envolvimento ativo na questão. Ele absteve-se, contudo, de comentar a aguardada proposta dos Estados Unidos.

Leia também: "É direito deles reclamar", diz Bolsonaro após crítica da Autoridade Palestina

Nações árabes vêm fortalecendo os laços com o governo Trump. Há informes de que a Arábia Saudita e o Egito pressionam a Palestina a aceitar o novo plano dos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: Donald Trump