Javalis Selvagens
Reprodução/Twitter
Doze adolescentes e um técnico de um time de futebol júnior foram resgatados, com a ajuda do mergulhador Josh Bratchley, de caverna na Tailândia no ano passado

Um dos mergulhadores que trabalhou no resgate do time de futebol amador Javalis Selvagens – os garotos que ficaram presos dentro de uma caverna inundada na Tailândia no ano passado – acabou revivendo, em partes, a história que emocionou todo o mundo. Dessa vez, no entanto, foi ele mesmo, o britânico Josh Bratcheley, quem ficou preso em uma outra caverna. 

Leia também: Meninos e treinador resgatados na Tailândia têm alta e relatam dias na caverna

O episódio aconteceu nos Estados Unidos. Bratcheley ficou preso por mais de 28 horas em uma caverna no Tennessee e teve que ser resgatado por companheiros de profissão, mergulhadores norte-americanos. Segundo informações da mídia estadunidense, o britânico estava explorando uma caverna inundada, quando não conseguiu mais retornar à entrada da gruta. 

Experiente, Bratchley ficou preso no lugar, esperando em um bolsão de ar. Quando ele foi encontrado por outros mergulhadores, estava tranquilo e aguardando calmamente a ajuda que sabia que viria. Ele deveria ter retornado da exploração perto das 15h de terça, mas, como o britânico não apareceu, o alarme foi acionado.

Leia também: Meninos presos em caverna na Tailândia disseram em carta aos pais que estão bem

No ano passado, Bratchley ajudou a resgatar 13 presos na caverna Tham Luang, na Tailândia . Com idade entre 11 e 16 anos, 12 garotos e seu treinador, de 25 anos, estavam desaparecidos, quando teriam entrado na caverna durante um passeio.

No episódio, eles foram surpreendidos por chuvas torrenciais, que impediram a entrada de mergulhadores profissionais para um resgate simples e rápido. Os membros do Javalis Selvagens ficaram presos desde o dia 23 de junho e saíram apenas em 10 de julho.

Leia também: Final feliz: todos os 12 meninos e o técnico são resgatados na Tailândia

De acordo com a BBC, o mergulhador britânico Josh Bratchley foi condecorado pelo trabalho de resgate na caverna da Tailândia e entrou, em 2019, para a lista dos agraciados com o título da Ordem do Império Britânico, uma das principais honrarias do Reino Unido.

    Veja Também

      Mostrar mais