Tamanho do texto

Democrata Lori Lighfoot foi escolhida para comandar o terceiro município mais populoso dos Estados Unidos e terá que enfrentar diversos problemas

Prefeita Chicago Lori Lighfoot
Reprodução/Facebook
Democrata foi eleita a nova prefeita de Chicago com mais de 70% dos votos válidos

A cidade de Chicago fez história nesta terça-feira (2) ao eleger sua primeira prefeita negra e lésbica. A democrata Lori Lighfoot foi escolhida, por esmagadora maioria, para comandar o terceiro município mais populoso dos Estados Unidos.

Leia também: Ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden volta a ser acusado de assédio

O resultado histórico foi revelado pelo Conselho Eleitoral norte-americano. Com 73,8%, a advogada de 56 anos celebrou a conquista em um hotel na cidade. "Hoje nós não apenas fizemos história, mas começamos um movimento de mudança. Quando iniciamos nossa campanha, ninguém confiava em nossas possibilidades. Agora olhem onde chegamos", disse a nova prefeita de Chicago em seu discurso da vitória.

Lori derrotou sua opositora, a também negra Toni Preckwinkle, atual presidente do Partido Democrata em Illionois, que garantiu apenas 26,2% dos votos. Durante a campanha eleitoral, a sucessora de Rahm Emanuel prometeu priorizar os interesses de todos os cidadãos de Chicago acima dos "interesses de alguns poderosos", além do combate a corrupção.

Leia também: Presidente da Argélia renuncia após pressão popular e dos militares

Ela ainda ressaltou a importância de ajudar as famílias de baixa renda. Em seu mandato, Lori terá que enfrentar diversos problemas existentes na cidade de Chicago , como a falta de recursos para garantir a educação pública, o alto índice de criminalidade, os diversos casos de corrupção, entre outros.