Polícia divulga imagem do suspeito do tiroteio no bonde elétrico em Utrecht, na Holanda; o seu nome é Gökmen Tanis
Divulgação/Polícia de Utrecht
Polícia divulga imagem do suspeito do tiroteio no bonde elétrico em Utrecht, na Holanda; o seu nome é Gökmen Tanis

As autoridades holandesas prenderam, na tarde desta segunda, um homem suspeito de ser o atirador responsável pelo ataque de hoje que deixou pelo menos três mortos e cinco feridos , na Praça 24 de Outubro, em Utrecht. De acordo com a polícia da Holanda, o nome do suspeito é Gökmen Tanis. 

Tanis tem 37 anos e é nascido na Turquia. Mais cedo, ele teve a sua imagem divulgada pela polícia de Utrecht nas redes sociais. Através da sua conta no Twitter a polícia identificou o suspeito e pediu para a população que tente "estar atenta" a este homem. Se confirmada a suspeita, o autor do tiroteio na Holanda é um homem que compareceu a um tribunal, como suspeito de um crime de violação, há cerca de duas semanas.

Na mensagem por meio do Twitter, a polícia divulgou a imagem do suspeito e pediu que as pessoas ficassem longe dele, caso o vissem pelas ruas. Ele foi preso em uma série de operações da polícia local em residências e prédios de Utrecht.

Leia também: Palco de massacre, escola de Suzano reabre hoje para ações de apoio psicológico

Você viu?

O ataque aconteceu por volta das 10h45, no horário local (às 6h45 no horário de Brasília). Os policiais trabalham com a hipótese de motivação terrorista no tiroteio contra um bonde, mas não há nada confirmado.

Com a nacionalidade do atirador divulgada, há quem defenda que o ataque foi uma resposta ao atentado a muçulmanos, ocorrido na última sexta-feira, na Nova Zelândia, quando 50 fiéis foram mortos em duas mesquitas, em Christchurch. No entanto, também não há nenhuma informação oficial que confirme essa versão. 

Leia também: Após massacre, Nova Zelândia vai propor reforma urgente na lei sobre armas

Segundo testemunhas, o homem sacou uma arma e começou a disparar de forma aleatória. Ele fugiu dentro de um carro vermelho e seu paradeiro é desconhecido. Por causa do ataque, o governo da Holanda elevou o alerta de terrorismo ao nível máximo na província de Utrecht.

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários