Tamanho do texto

Fogo pode ter sido causado por um vazamento de botijão de gás, que atingiu um depósito de produtos químicos inflamáveis, na parte antiga de Daca; veja

Entre as vítimas do incêndio em Bangladesh, podem estar pessoas que participavam de festa e clientes de um restaurante
Reprodução/Twitter
Entre as vítimas do incêndio em Bangladesh, podem estar pessoas que participavam de festa e clientes de um restaurante

Um incêndio devastadora atingiu um bairro histórico, de edifícios antigos, em Daca, capital de Bangladesh, deixando pelo menos 78 pessoas mortas e cerca de 55 feridas, na noite desta quarta-feira (20). Das vítimas feridas, quatro estão em estado grave.

Leia também: Após desabamento de fábrica, trabalhadores protestam em Bangladesh

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio ocorreu em Chawbazar, na parte antiga da capital, e pode ter sido causado por um vazamento de botijão de gás antes de atingir um depósito de produtos químicos inflamáveis. As chamas atingiram pelo menos cindo prédios de Bangladesh .

Entre as vítimas também podem estar pessoas que participavam de uma festa de despedida de solteiro na região e clientes de um restaurante. Muitas das pessoas que foram afetadas pelo fogo ficaram presas nos prédios, o que pode aumentar ainda mais o número de mortos. De acordo com as autoridades, a "situação está muito difícil".

"Houve um tumulto quando o incêndio começou e as pessoas não conseguiram fugir", explicou o chefe do Corpo de Bombeiros de Daca , Ali Ahmed. Segundo ele, os bombeiros tiveram dificuldades para controlar o fogo porque há uma parte na cidade onde as ruas são extremamente estreitas. Além disso, os profissionais sofrem com a falta de fontes de água.

Leia também: "Te cortarei em pedaços", ameaça pai que enganou filha para casamento arranjado

Pelo menos 200 oficiais foram mobilizados para conter o incêndio , que teve início por volta das 22h45 (horário de Brasília) e ainda não está encerrado.

Os edifícios de Chawkbazar são utilizados para fins comerciais e de moradia, apesar dos alertas das autoridades sobre os potenciais riscos no caso de incêndios como o ocorrido em 2010, quando morreram 123 pessoas. As autoridades haviam prometido regulamentar os edifícios e retirar dos prédios residenciais alguns armazéns de produtos químicos.

Conforme relataram testemunhas, vários cilindros de gás estocados nos edifícios explodiram, assim como os tanques de combustível de alguns dos veículos que estavam nas ruas em frente aos locais incendiados.

Há relatos na imprensa local que dizem que muitas das vítimas eram pedestres, comerciantes ou funcionários de restaurantes, que morreram com as explosões.

Leia também: Por que blogueiros ateus de Bangladesh estão sendo mortos em plena rua?

Tragédias como essa ocorrem com certa regularidade em Bangladesh , que convive com incêndios, enchentes, acidentes com balsas e outros desastres. Em 2012, chamas se espalharam por uma fábrica de roupas nos arredores de Daca, matando ao menos 112 pessoas. Seis meses depois, um acidente num prédio que abrigava outra confecção matou mais de mil.

* Com informações da Agência Ansa.