Tamanho do texto

Joshua Trump foi convidado por Donald Trump para assistir ao Estado da União; ele sofre bullying por ter o mesmo sobrenome do presidente

Convidado especial de Trump para o Estado da União, Joshua diz sofrer bullying por causa do sobrenome
Reprodução/Twitter Dr. Dena Grayson
Convidado especial de Trump para o Estado da União, Joshua diz sofrer bullying por causa do sobrenome

A foto de um menino cochilando ao lado de Melania Trump durante o discurso Estado da União, feito por Trump na noite de terça-feira (5), viralizou nas redes sociais. O garoto é Joshua Trump, de 11 anos, que foi convidado pelo próprio presidente para assistir à cerimônia.

Leia também: Roger Waters declara apoio à Venezuela e critica Trump: “EUA, tire as mãos”

Joshua Trump não é parente do presidente, e relata que sofre bullying na escola justamente por ter o mesmo sobrenome do controverso líder norte-americano. Antes do Estado da União , sua história chegou aos ouvidos de Donald e da primeira-dama – que tem a luta contra o bullying como uma de suas pautas.

O casal decidiu então convidar o pequeno para participar da cerimônia. Mas Joshua parece não ter aproveitado tanto o discurso, e foi flagrado enquanto tirava um cochilo bem ao lado de Melania.

Sua imagem dormindo se espalhou e rapidamente viralizou nas redes sociais. Opositores do presidente usaram o flagra para criticar o discurso de Trump , como a democrata Dr. Dena Grayson, que Joshua capturou o espírito do Estado da União.


Joshua vem sendo chamado no Twitter de “herói da resistência”, em referência à luta da oposição contra o presidente dos Estados Unidos. Para Ian Bremmer, cientista político e professor da New York University (NYU), Joshua Trump é o melhor Trump.

Joshua está na sexta série e estuda em Wilmington, no estado de Delaware, no nordeste dos Estados Unidos. Ao anunciar os convidados para o Estado da União, a Casa Branca afirmou que Joshua agradecia à primeira-dama e à família Trump pelo apoio. Ele foi um dos 13 convidados especiais do presidente para o evento.

Joshua Trump agradeceu à primeira-família pelo apoio recebido
Keegan Barber/The White House
Joshua Trump agradeceu à primeira-família pelo apoio recebido


Leia também: Unicef alerta para violência nas escolas; caso em BH acaba em prisão preventiva

Também presente ao discurso do Estado da União , Melania Trump lançou em 2018 a campanha “Be Best” (seja melhor, em tradução livre), que busca conscientizar sobre os perigos do bullying e ensinar às crianças a serem gentis umas com as outras. A primeira-dama afirmou que começou a campanha porque é a pessoa que mais sofre bullying no mundo.

    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.