Estudante brasileira, Sophia Velho foi vítima de violência e xenofobia em Lisboa
Reprodução
Estudante brasileira, Sophia Velho foi vítima de violência e xenofobia em Lisboa


Uma estudante brasileira relatou que foi agredida em um bar de Lisboa em um caso que, segundo o relato, configura xenofobia  e violência contra brasileiros. Segundo depoimento de Sophia Velho, de 26 anos, ela apanhou de uma portuguesa e seus amigos após assumir que era do Brasil.

Leia também: Cariocas fazem "esfirraço" em prol de sírio vítima de xenofobia no Rio

 Morando há três anos em Portugal, Sophia entrou em um bar junto de outra brasileira que estava a visitando em Lisboa. Após ser xingada por uma portuguesa, se rebelou e pediu ajuda aos garçons, que segundo ela, também usaram da xenofobia para não evitarem uma tragédia.

“Numa hora minha amiga foi levantar e a menina começou a proferir várias ofensas. Eu então intervi: "Como é que é? Eu sou brasileira!". Ela disse que não imaginou que eu fosse brasileira, pensou que fosse inglesa. Continuou rindo e falando mal dos brasileiros, fazendo piadas sobre como as brasileiras querem roubar os homens das portuguesas, coisas horríveis. Eu levantei e fui até funcionários avisar que ela me xingou, mas nada aconteceu. Peguei meu casaco e saí com minha amiga”, descreveu Sophia.

A estudante de design acabou perseguida e agredida pela mesma turma que a havia ofendido no bar. Depois, precisou voltar ao recinto para buscar sua amiga, que tinha sido levada de volta ao lugar.

Você viu?

Leia também: Na Alemanha, manifestação contrária aos refugiados termina com 18 feridos

Ao entrar no bar, foi agarrada por um segurança, que a jogou para fora e pisou em seu rosto.

“Entrei de novo no bar, mas um garçom me jogou para fora, bati com o rosto numa pedra de paralelepípedo e ficou roxo. Depois ele pisou em mim”, afirmou.

Sophia Velho disse que já tinha frequentado o bar outras vezes e sempre tinha sido bem atendida. Ela, porém, se sentiu insegura e muito irritada por não ter sido socorrida em um momento de violência .

Leia também: 'Não tem vergonha na cara?': Gilmar Mendes é hostilizado em Lisboa; veja vídeo

A brasileira informou que chamou a polícia após ser agredida em frente ao bar, mas o caso de xenofobia não foi resolvido. Segundo ela, os policiais apenas cumprimentaram o dono do restaurante e sequer ouviram o seu relato.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários