Tamanho do texto

Mais de 10 mil casas e prédios comerciais foram consumidos pelas chamas e 52 mil pessoas foram obrigadas a buscar abrigo; incêndio já é pior da história

Incêndios na Califórnia já obrigaram mais de 52 mil a deixarem suas casas
Divulgação/Departamento de Saúde Pública da Califórnia
Incêndios na Califórnia já obrigaram mais de 52 mil a deixarem suas casas

Subiu para 59 o número de mortes em razão dos  incêndios que atingem o estado americano da Califórnia já há sete dias. O maior número de vítimas se concentra no Vale de Sacramento, norte do estado, onde 56 pessoas morreram por conta do chamado 'Camp Fire', o incêndio mais devastador da história californiana. A cidade de Paradise, no condado de Butte, foi praticamente reduzida às cinzas nos últimos dias.

De acordo com as autoridades locais, o fogo já foi controlado em muitas regiões do sul da Califórnia , mas ainda há ao menos 15 focos de incêndio ativos. O Camp Fire, segundo último balanço divulgado, foi controlado em 40% e já atingiu mais de 566 mil quilômetros quadrados.

"O incêndio seguiu ativo ao longo da última noite e os bombeiros seguem utilizando várias táticas para combatê-lo", informou o Departamento Estadual de combate a Incêndios.

Leia também: Vídeo assustador mostra desespero de motorista para fugir de incêndio nos EUA

Incêndios na Califórnia são considerados os piores da história do estado americano
Divulgação/Departamento de Saúde Pública da Califórnia
Incêndios na Califórnia são considerados os piores da história do estado americano

Mais de 52 mil pessoas foram obrigadas a deixar suas casas e procurar abrigos montados pelo governo desde o início dos incêndios , que destruíram mais de 10 mil residências e prédios comerciais (a maioria no condado de Butte). Outros 130 moradores de áreas atingidas pelas chamas são dados como desaparecidos.

Segundo o governo estadual, três bombeiros se feriram durante o combate às chamas. "Os bombeiros seguirão com os esforços nos combate às chamas usando recursos por ar e terra, conforme as condições permitirem. Iremos reforçar e melhorar as linhas de contenção enquanto os bombeiros também patrulham o interior do incêndio para extinguir os pontos quentes que ainda existem", diz nota divulgada nesta quinta-feira (15).

O presidente dos Estados Unidos , o republicano Donald Trump, afirmou na noite dessa quarta-feira (14) que conversou com o governador californiano, o democrata Jerry Brown, para "deixá-lo saber" que a Casa Branca "está com ele e com os cidadãos da Califórnia em qualquer situação".

A declaração surge dias após Trump ter se valido dos incêndios para criticar o governo da  Califórnia e ameaçar fechar a torneira de recursos federais . "Não há o que justifique esses grandes, mortais e despendiosos incêndios, a não ser o fato de que a gestão florestal é muito ruim. Bilhões de dólares são repassados a cada ano, com tantas vidas perdidas, tudo por causa da má gestão grosseira das florestas. Consertem isso agora, ou não terão mais repasses federais", disse o presidente no último sábado (10).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.