Tamanho do texto

Californiana capturou em vídeo o momento dramático enquanto dirigia por entre as chamas do incêndio "Woolsey" que devastaram Malibu, nos EUA

Uma mulher californiana registrou um vídeo com imagens assustadoras do momento em que dirigia por uma estrada cercada pelo incêndio devastador "Woosley" em Malibu, na Califórnia . Assista ao vídeo: 

Leia também: Califórnia encara o incêndio mais destrutivo de sua história

Em entrevista à ABC, Rebecca Hacket disse temer por sua vida enquanto dirigia pela estrada Kanan durante o incêndio na última sexta-feira. "Senti o vento mais forte que já senti na minha vida. O fogo veio tão rápido. Num minuto estava calmo e de repente eles estavam em cima de nós, então tivemos que fugir", revela.

Rebeca revela que achou que morreria durante a fuga. "Eu dirigi através das chamas por cerca de dois minutos. Eu pensei que ia morrer. Estou no vale agora, mas ainda há fumaça por toda parte", finaliza.

Incêndio na Califórnia

Incêndios na Califórnia são os mais destrutivos da história e já queimaram mais de 6.700 casas
Divulgação/LACounty Fire PIO
Incêndios na Califórnia são os mais destrutivos da história e já queimaram mais de 6.700 casas

Subiu para 50 o número de mortos nos incêndios na Califórnia, na costa oeste dos Estados Unidos, desde a quarta-feira passada (7). Mais de 200 pessoas ainda estão desaparecidas. No total, já são sete dias sem que o fogo tenha sido controlado do sul ao norte do estado norte-americano. 

A situação mais grave dos  incêndios na Califórnia é na cidade de Paradise, na parte setentrional do estado, onde o incêndio "Camp", o mais mortal e destrutivo da história do local, tirou as vidas de 48 indivíduos. O município foi dizimado pelas chamas, que bloquearam rotas de fuga e pegaram muitas pessoas enquanto elas tentavam escapar. Policiais bloqueiam algumas estradas e pedem para moradores se alojarem em casas ainda não atingidas pelo fogo.

Leia também: Incêndios na Califórnia deixam população em clima de terror

Já no condado de Los Angeles, no sul da Califórnia, o incêndio " Woolsey " fez duas vítimas. O fogo atingiu inclusive a cidade de Malibu, lar de estrelas do entretenimento nos Estados Unidos, e forçou astros como Lady Gaga e Kim Kardashian a fugirem de suas casas.

Antes de Paradise, o incêndio mais mortal da Califórnia havia sido registrado em 1933, no parque Griffith, em Los Angeles, com 29 vítimas. As causas das chamas ainda estão sendo investigadas, mas o tempo seco e os ventos contribuíram para espalhá-las.

Até o momento, mais de 260 mil pessoas tiveram de deixar suas casas por causa do fogo, e as estradas que servem de rota de fuga registram trânsito intenso.

O presidente dos Estados Unidos , o republicano  Donald Trump , avaliou, em suas redes sociais na internet, que "com o controle florestal correto", a catástrofe poderia ter sido evitada. "Fiquem espertos", concluiu, em curto comentário no  Twitter .

Leia também: Trump culpa "má gestão" pelo gogo que atinge a Califórnia

incêndio na Califórnia  já queimou 473 quilômetros quadrados, e estima-se que apenas 30% das suas chamas foram controladas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.