Tamanho do texto

Ainda não há informações de vítimas após forte terremoto de hoje; sismo foi muito profundo, o que diminui os riscos de danos a edifícios; saiba mais

Terremoto atingiu o Peru nesta sexta-feira; epicentro aconteceu a mais de 600 km de profundidade
Reprodução/Serviço Geológico dos EUA
Terremoto atingiu o Peru nesta sexta-feira; epicentro aconteceu a mais de 600 km de profundidade

Um terremoto de magnitude 7,1 na escala Richter atingiu o Peru logo no início da manhã desta sexta-feira (24). Segundo informações do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o epicentro foi registrado a 609 km de profundidade e a 250 km da cidade de Puerto Maldonado, próximo à fronteira do Brasil.

Leia também: Entenda como acontecem os terremotos

Em Assis Brasil, cidade do Acre que está a 138 km de distância do epicentro, o terremoto foi sentido às 04h04 no horário do estado (06h04 da manhã em Brasília). Também foram relatados tremores na capital do estado, Rio Branco. Cidades do Chile e da Bolívia, além de diversos locais do Peru também foram chacoalhadas após o tremor principal. 

Leia também: Terremoto de 6.1 graus de magnitude deixa três mortos e 210 feridos no Japão

Até agora, não há informações de vítimas por causa do acidente. Como o sismo foi muito profundo, os riscos de danos a edifícios são mais baixos. Ontem (23), o país foi atingido por outro tremor, mas de menor escala (4,1 graus na escala Richter).

Terremoto no Peru é sentido no Brasil

Epicentro do terremoto aconteceu a 609 km de profundidade em localidade próxima à fronteira com Brasil
Reprodução
Epicentro do terremoto aconteceu a 609 km de profundidade em localidade próxima à fronteira com Brasil

E os tremores que atingiram a  fronteira entre os dois países foram sentidos pelos brasileiros, no Acre . Pelas redes sociais, diversas pessoas relatam o 'susto' ao perceber o incidente durante a madrugada (no horário local), além de preocupação com conhecidos que vivem no estado.


Também na América Latina, um terremoto de magnitude 6,9 foi registrado na Venezuela na terça-feira (21).