Tamanho do texto

Tremor de terra foi sentido em Osaka, ao oeste do país, e em Kyoto; vítimas são uma menina de nove anos e dois idosos de mais de 80 anos de idade

Especialistas japoneses afirmam que este foi o terremoto de maior atividade sísmica de Osaka desde 1923
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Especialistas japoneses afirmam que este foi o terremoto de maior atividade sísmica de Osaka desde 1923

Um terremoto de 6,1 graus de magnitude na escala Richter atingiu o Japão , nesta segunda-feira (18), deixando ao menos três mortos e 210 pessoas feridas. O abalo sísmico foi sentido por volta das 8h da manhã no Japão – noite de domingo no Brasil.

Leia também: Terremoto de 8,2 de magnitude no Alasca gera alerta de tsunami

O terremoto causou abalos perto da província de Osaka, no este do país, e também em Kyoto e outras regiões. E também deixou ao menos 107 mil casas sem luz.

Entre as vítimas fatais do tremor de terra, há uma menina de 9 anos da cidade de Takatsuki, que morreu atingida por um pedaço de cimento que caiu de um muro. Os outros dois mortos são idosos com mais de 80 anos.

De acordo com a Defesa Civil, 210 pessoas foram levadas com ferimentos leves para hospitais, a maioria na cidade de Osaka, a segunda maior do Japão.

Leia também: Gol na Copa do Mundo provoca leve terremoto na Cidade do México

O terremoto levou à interrupção dos serviços de trem de alta velocidade da rede Shinkansen, além do cancelamento de seis voos no aeroporto de Kansai e do fornecimento de gás a 108 mil residências em Osaka .

Apesar do abalo ter prejudicado o abastecimento de luz de uma série de residências, de acordo com as autoridades japonesas, nenhuma anormalidade foi registrada nas centrais nucleares de Takahama e Mihama.

Um dos piores terremotos em Osaka

Em publicações na internet, brasileiros e japoneses afirmaram que esse foi um dos piores tremores que viveram no Japão. Um vídeo, inclusive, mostra o movimento durante o abalo sísmico.

Os especialistas japoneses afirmam que este foi o terremoto de maior atividade sísmica de Osaka desde 1923. 

Leia também: Veja vídeos de momentos desesperadores durante terremoto no México

* Com informações da Agência Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.