Tamanho do texto

Russo procurou ajuda médica em um hospital e foi operado; contudo, entrou em coma após o término do procedimento médico e morreu dias depois

A escova sanitária ficou presa entre a cavidade ocular e o crânio do idoso, e preciso ser removida em uma cirurgia
shutterstock
A escova sanitária ficou presa entre a cavidade ocular e o crânio do idoso, e preciso ser removida em uma cirurgia

Um homem de 60 anos, cujo nome não foi divulgado pelas autoridades, morreu na cidade russa de Istra, nas proximidades da capital Moscou, após escorregar no banheiro e cair sobre uma escova sanitária, que perfurou um dos seus olhos.

Leia também: Japonês morre após ter compressor de ar inserido no ânus por colega de trabalho

Segundo informações do portal britânico Metro , o idoso imediatamente procurou a emergência de um hospital, onde os médicos lhe prescreveram antibióticos e realizaram exames, como ressonâncias magnéticas e radiografias, para analisar o dano causado pelo cabo da escova sanitária .

Os resultados revelaram que o utensílio doméstico ficou preso entre a cavidade ocular e o crânio, quebrando alguns ossos devido ao impacto, o que poderia causar danos ao sistema nervoso do russo. Além disso, os especialistas concluíram que não seria possível apenas retirar a escova e encaminharam o paciente para o centro cirúrgico.

Ele passou por uma operação na qual os médicos abriram seu crânio e conseguiram retirar tanto os osso quebrados quanto a escova de banheiro , porém, a vítima do incidente permaneceu em coma após o fim do procedimento.

O idoso foi transferido para um hospital mais próximo de sua casa para dar continuidade ao tratamento, contudo, ele não recobrou a consciência e morreu alguns dias depois.

Incidentes domésticos trágicos como o caso da escova sanitária

Em acidente doméstico, assim como na situação da escova sanitária, o CEO de uma empresa morreu após celular explodir
Reprodução/Metro.co.uk
Em acidente doméstico, assim como na situação da escova sanitária, o CEO de uma empresa morreu após celular explodir

Em outro acidente doméstico que acabou em morte, Nazrin Hassan, diretor da empresa de tecnologia Cradle Fund, morreu após seu  celular explodir enquanto carregava . Segundo informações do portal  Metro , o caso aconteceu na Malásia, enquanto o homem de 45 anos dormia ao lado de dois telefones celulares.

A exata causa da morte não foi confirmada, mas acredita-se que ele tenha sido atingido por estilhaços do celular que explodiu e pegou fogo. O incidente teria causado trauma na parte posterior da cabeça de Hassan, ou, em outra possibilidade, ele teria aspirado fumaça até a morte.

“Estamos muito chocados e tristes com esta notícia”, declarou Juliana Jan, chefe do departamento de investimentos da empresa, sobre o acidente . “Por ter trabalho com ele por tantos anos, sua visão e paixão trouxeram diversas possibilidades não só para a Cradle, mas para todo o ambiente de start-ups”.

“Ele nos tocou e nos inspirou, a família Cradle, junto de muitos outros fundadores de start-ups, investidores e parceiros. Ele era um líder único e visionário, que deixou uma marca inacreditável nesse meio. Nossos pensamentos e orações estão com sua esposa e seus filhos”, Jan finalizou.

Leia também: Mulher tem rosto retalhado com caco de vidro durante briga em karaokê na Rússia

O caso de Hassan foi classificado, assim como o do idoso que morreu por causa da escova sanitária , um incidente doméstico que terminou de maneira trágica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.