Tamanho do texto

Aurelia, Percy e Marcelina Quispe foram detidos pela polícia e confessaram ter arrancado órgãos da mãe de 75 anos para invocar o demônio em rito

Percy Quispe, Marcelina Suane e Aurelia Quispe foram detidos após assassinarem a mãe de 75 anos em ritual satânico
Reprodução/Mirror
Percy Quispe, Marcelina Suane e Aurelia Quispe foram detidos após assassinarem a mãe de 75 anos em ritual satânico

Três irmãos foram presos após matarem a mãe durante um ritual satânico realizado no Peru no último sábado (14). Informação do Mirror apontaram que o corpo de Teodora Quispe Ccayllahua, de 75 anos, foi encontrado por policiais depois de identificarem órgãos boiando em um rio próximo a casa onde vivia e de flagrarem um homem comentando sobre o ato, que, segundo ele, ocorreu “porque tinha de seguir ordens do rei das trevas”.

Leia também: Lúcifer mora na Rússia: Homem muda seu nome para homenagear 'o diabo'

Aurelia Quispe, de 38 anos, Percy Quispe, de 41, e Marcelina Suane, de 46, foram detidos pelas autoridades e confessaram o crime. Os suspeitos relataram que arrancaram os olhos da idosa e seus órgãos internos, se banhando com o sangue da mulher durante a execução do ritual satânico feito na noite de sábado.

'Mãe foi escolhida para ritual satânico em sonho'

Aos oficiais, Aurelia alegou que a mãe teria sido escolhida para ser sacrificada depois de um sonho que teve, e que precisou convencer os irmãos a ajudá-la com o rito. O corpo de Ccayllahua foi mantido dentro da casa, na aldeia de Andabamba, no norte peruano, e seus olhos e intestino foram jogados em um riacho.

Leia também: Mulher morre sufocada em fezes após ritual para tirar veneno de cobra do corpo

O oficial Julio Torreblanca informou ao canal Peru 21 que um dos filhos da mulher ficou responsável por retirar suas entranhas, enquanto os outros enchiam uma bacia com o sangue da vítima. Ele ressaltou que, na delegacia, os acusados disseram que “tentavam invocar o demônio para a concretização de um sacrífico de cura”.

Torreblanca contou que, no momento em que foi detida, Aurelia ameaçou que "o mestre das trevas me enviou ordens. O rei dos demônios já está conosco, estamos mais fortes a cada dia e nos tornaremos ainda mais poderosos".

A equipe responsável pela investigação do caso comunicou ter recuperado os órgãos de Teodora, os levando juntamente com o cadáver para a realização da autópsia.

Leia também: Bebê é perfurado com agulhas em ritual para 'afastar espíritos malignos' na Ásia

Os moradores da aldeia alegaram não terem desconfiado do ritual satânico feito pela família Quispe, porém, notaram uma onda de rituais semelhantes em áreas remotas da província de Santa Cruz. Os irmãos foram acusados ​​de homicídio qualificado e podem ser condenados à prisão perpétua.