Damien Smith, de 40 anos, alegou ter jogado filha de três anos de ponte após realizar 'contato alienígena' na Inglaterra
Reprodução/Manchester Evening News
Damien Smith, de 40 anos, alegou ter jogado filha de três anos de ponte após realizar 'contato alienígena' na Inglaterra

Um pai que jogou a filha de três anos de uma ponte de 12 metros foi condenado à prisão nesta semana na Inglaterra. Damien Smith foi sentenciado a uma pena de 14 anos após causar lesões graves à menina durante um passeio que faziam juntos em setembro do ano passado. No tribunal, o homem se defendeu dizendo que “jogar a criança da ponte só ocorreu por causa de um ‘contato alienígena’”.  As informações são do Manchester Evening News

Leia também: Irritado com choro, pai mata bebê de seis meses ao 'dobrar' seu corpo ao meio 

À Corte de Manchester Crown, Smith explicou que estava caminhando com a criança quando o ‘ contato alienígena ’ aconteceu. Ele afirmou ter ouvido vozes que ordenaram-no a jogar sua filha da ponte de Crompton Way, em Bolton, e que, por receio, resolveu obedecer. O juiz William Davis informou que o rapaz estava sob efeito de metanfetamina no dia do acidente.

“Damien arriscou a vida de sua filha de três anos. Foi uma ação extremante irresponsável e que poderia ter tido consequências irreparáveis. Muitas testemunhas que o viram naquele dia relataram que ele estava em estado psicótico e completamente fora de si”, disse Davis durante o julgamento.

Julgamento de homem após o ‘contato alienígena’ assassino

O júri afirmou que a esposa de Smith, Janet Andrew, contou à polícia que o companheiro estava se comportando de maneira estranha, e que passava muito tempo assistindo a vídeos sobre apocalipse e lendo teses sobre profecias. Ela ainda expôs que, durante uma discussão, o britânico a acusou de ser uma bruxa e de estar ‘lançando feitiços’ contra ele.

Você viu?

Leia também: "Te cortarei em pedaços", ameaça pai que enganou filha para casamento arranjado

Janet ressaltou que, depois disso, ficou preocupada com o marido e saiu para procurar ajuda médica. Quando retornou, Damien e a criança não estavam mais na casa onde viviam juntos.

Investigações policiais apontaram que Smith e a menina foram vistos por volta de 20h do dia 29 de setembro do ano passado em uma ponte, e, quando ele começou a ameaçar transeuntes e a se pendurar na ponte, a polícia foi acionada.

Leia também: Casal preso por abuso sexual infantil estuprava filho “para deixar de ser gay”

“Damien ameaçou se jogar da ponte e passou a ser agressivo com as pessoas que caminhavam no local. Depois de algum tempo, a polícia foi chamada e ficou horas negociando com ele, que repentinamente jogou sua filha alegando que havia feito ' contato alienígena ', e que fora obrigado a fazer aquilo para o bem de todos. A criança sofreu ferimentos graves nas costas e quebrou um braço. Agora, Damien teve a sentença definida sendo condenado por danos corporais graves”, concluiu Davis.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários