Andrés Manuel López Obrador, do Movimento Regeneração Nacional (Morena) foi eleito o novo presidente do México
Reprodução/SkyNews
Andrés Manuel López Obrador, do Movimento Regeneração Nacional (Morena) foi eleito o novo presidente do México

Eleito presidente do México na última semana, o progressista de esquerda Andrés López Obrador conversou ao telefone nesta segunda-feira (2) com o mandatário dos Estados Unidos da América, o republicano Donald Trump. 

Leia também: Com 53% dos votos, Obrador é eleito o primeiro presidente de esquerda do México

O telefonema ao novo presidente do México foi anunciado pelo próprio magnata republicano, que disse a jornalistas acreditar que os dois terão "uma boa relação", apesar de suas diferenças ideológicas e das várias polêmicas que afastam os dois países americanos desde o início da "era Trump".

Durante o telefonema, que durou cerca de meia hora, Trump e Obrador falaram em fortalecer o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), que o presidente dos EUA deseja renegociar, e cogitaram firmar um pacto bilateral separadamente.

Ainda, Obrador informou a seus seguidores nas redes sociais na internet que propôs a criação de "projetos de desenvolvimento que gerem empregos no México e, com isso, reduzam a migração e melhorem a segurança".

"Houve um trato respeitoso, e nossos representantes dialogarão", afirmou o líder do Movimento de Regeneração Nacional (Morena), eleito no domingo (1º), com mais de 53% dos votos válidos.

Você viu?

Leia também: Apesar de acordo com os EUA, Coreia do Norte segue com programa nuclear

Novo presidente do México prega ‘respeito’

Obrador tomará posse em 1º de dezembro deste ano e já indicou que não pretende adotar uma postura abertamente hostil em relação a Washington.

"Nós não vamos nunca faltar com o respeito aos Estados Unidos, porque queremos que nos respeitem, que possa haver amizade e cooperação para o desenvolvimento", disse o esquerdista, momentos após sua vitória nas urnas.

As relações entre México e Estados Unidos da América têm entrado em decadência em razão da intenção declarada de Trump de erguer um muro na fronteira e fazer o país vizinho pagar pela obra. O novo presidente do México não comentou diretamente esta questão tão polêmica.

* Com informações da Ansa 

Leia também: Cerca de 600 mulheres são presas em protesto contra Donald Trump em Washington

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários