Tamanho do texto

Jovem que não teve a identidade divulgada estava no transporte público quando aparelho explodiu dentro de sua mochila; vítima não ficou ferida

Nas imagens das câmeras de segurança, uma bola de fogo cobre o  rosto do rapaz após explosão do carregador portátil
Reprodução/Legal Evening News
Nas imagens das câmeras de segurança, uma bola de fogo cobre o rosto do rapaz após explosão do carregador portátil

Passageiros de um ônibus na China ficaram apavorados com um incidente ocorrido na semana passada, após o carregador portátil de celular de um rapaz explodir repentinamente. De acordo com o Legal Evening News , o jovem, que não teve a identidade divulgada, estava sentado no transporte público quando o aparelho explodiu dentro da mochila, incendiando seus pertences.

Leia também: Bateria explode e mata adolescente indiana que falava ao celular ligado à tomada

Nas imagens realizadas pelas câmeras de segurança do veículo, uma bola de fogo cobre o  rosto do rapaz, que ressurge jogando a bolsa no chão depois da explosão do carregador portátil . A mídia local informou que o ocorrido foi por volta das 20h40, em um ônibus com destino a Donghua Road South, e que a vítima não sofreu ferimentos.

Motorista retirou aparelho em chamas do ônibus
Reprodução/Legal Evening News
Motorista retirou aparelho em chamas do ônibus

Ainda segundo a imprensa chinesa, a fim de evitar que os passageiros se machucassem, o motorista do ônibus instruiu o homem a jogar a mochila em chamas para fora do veículo. Entretanto, antes que se movesse, o equipamento caiu da bolsa, sendo retirado pelo próprio motorista.

A causa da explosão não foi identificada e a marca do dispositivo ainda não foi revelada. Entretanto, desconfia-se que o excesso de calor gerado pela recarga do celular tenha causado a explosão acidental.

Leia também: Mãe morre ao ser esfaqueada 17 vezes pelo filho durante briga sobre leite no chá

Explosão do carregador portátil não foi caso isolado

Na China, algo semelhante aconteceu em fevereiro deste ano, após a bateria de um celular explodir, deixando Meng Jisu, de 12 anos, cego e sem o dedo indicador da mão direita .

Segundo a mídia chinesa, a criança passou por uma cirurgia de cinco horas, ficando em observação no hospital da província de Guangxi. A irmã mais velha, que não teve o nome revelado, alegou ter encontrado o garoto todo ensanguentado e inconsciente depois de ouvir um estrondo muito alto. 

Leia também: Sul-coreana come lula crua e tem boca 'inseminada' por esperma do animal

Já a mãe de Jisu, que também não foi identificada, relatou que o celular da marca Hua Tang pertencia a ela, e que foi repassado à criança ao comprar um novo aparelho. Assim como a fabricante do carregador portátil da explosão recente, a empresa móvel Hua Tang, responsável pela produção da bateria, não se pronunciou sobre o ocorrido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.