Tamanho do texto

Homem se esqueceu de deixar a criança na creche, e quando voltou para casa, trancou o carro sem perceber que a menina estava no banco de trás

A bebê foi encontrada pela mãe muitas horas após ser esquecida, e ao ser levada para o hospital, foi declarada morta
Reprodução/Twitter
A bebê foi encontrada pela mãe muitas horas após ser esquecida, e ao ser levada para o hospital, foi declarada morta


Uma bebê de um ano de idade morreu nessa quarta-feira (23) após ser esquecida pelo pai dentro de um carro por 12 horas. De acordo com o portal Mirror , a criança ficou presa no veículo em um dia quente, sendo encontrada pela mãe na noite do mesmo dia.

Leia também: Casal tortura e mata babá francesa por acreditar que era 'espiã' de ex-marido

O caso aconteceu na manhã de ontem na cidade de East Nashville, no estado de Nashville, Estados Unidos, que está passando por uma onda de calor. Tudo começou quando o pai da bebê  a colocou dentro do carro para levá-la, junto de seu irmão, para a creche.

Contudo, o homem se esqueceu de deixar a menina na escola, voltou para casa, estacionou o veículo e, como não se lembrava que a criança ainda estava no banco de trás, trancou o carro. A garota, cuja identidade não foi revelada pela polícia, só foi encontrada muitas horas depois, pela sua mãe, na noite do mesmo dia.

A criança, então, foi imediatamente levada ao Hospital Infantil Monroe Carell Jr. em Vanderbilt, onde foi declarada sua morte . As autoridades foram informadas e a polícia local abriu uma investigação sobre o caso.

O grande agravante em relação ao caso é o calor registrado na cidade: dentro de um veículo com as portas e janelas fechadas, as temperaturas podem ter atingido a marca de 48ºC.

Mãe esquece filhas no carro

Em um caso que também acabou com a morte de crianças, uma jovem de 19 anos foi presa após a morte de suas duas filhas pequenas, no Texas, nos Estados Unidos. As crianças morreram por asfixia depois de passarem uma noite inteira e parte do dia seguinte dentro de um carro fechado.

De acordo com a polícia do condado texano de Kerr, por crueldade e abandono, Amanda Hawkins foi a responsável pela morte das duas meninas. Isso porque as crianças não foram esquecidas no  carro fechado, mas deixadas lá de propósito, enquanto sua mãe fazia uma festa em casa.

Leia também: Casal vence processo na Justiça para obrigar filho de 30 anos a sair de casa

"Este é, de longe, o caso mais horrível de violência infantil que eu vi nos últimos 37 anos em que trabalhei na polícia", disse o xerife local, Hierholzer. De acordo com testemunhas do crime ouvidas pelo  The Sun , as crianças, incluindo uma  bebê , chegaram a chorar, mas a mãe as ignorou. Os amigos a orientaram a levar as crianças para dentro de casa, mas ela se recusou. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.