Tamanho do texto

Celebração contou com a presença de Benjamin Natanyahu, que declarou que seu país tem uma grande dívida de gratidão com o Paraguai; entenda

O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, inaugurou, nesta segunda-feira (21), a embaixada em Jerusalém
Divulgação/Presidência do Paraguai
O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, inaugurou, nesta segunda-feira (21), a embaixada em Jerusalém

Seguindo o exemplo dos Estados Unidos, o governo do Paraguai inaugurou, na manhã desta segunda-feira (21), a sua embaixada em Jerusalém. Com isso, já somam-se três nações na lista das que reconheceram oficialmente a cidade como a capital de Israel.

Leia também: Em vídeo, líder da Al-Qaeda convoca guerra contra Estados Unidos e Israel

Além da nação comandada pelo presidente norte-americano Donald Trump e a governada pelo paraguaio Horacio Cartes, a Guatemala também está na lista dos – por enquanto, poucos – países que transferiram suas representações e abriram uma  embaixada em Jerusalém .

"A decisão soberana é um acontecimento histórico para os vínculos de amizade que unem Israel e Paraguai", disse Cartes, durante o evento. Ele ressaltou ainda que seu país compartilha "valores e princípios como democracia, liberdade, defesa dos direitos humanos e tolerância" com os israelenses.

O presidente paraguaio ainda defendeu não ser "amigo de posições mornas ou ambíguas" e, ainda em seu discurso oficial, declarou apoio a "uma nobre e valente nação", referindo-se a Israel. Cartes destacou também o aniversário de 70 anos da criação do Estado de Israel .

Por sua vez, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, que também esteve na celebração, disse que seu país tem uma grande dívida de gratidão para com o Paraguai, ressaltando que "este é um grande dia" para ambas as nações e "um grande dia para a amizade".

Leia também: Israel diz que pode aumentar resposta a protesto de palestinos na Faixa de Gaza

Com as novas embaixadas, os três países rompem uma barreira que mantinha as representações fora da cidade sagrada, em consequência da disputa religiosa pelo território.

Mais uma embaixada em Jerusalém

A inauguração dessa embaixada paraguaia acontece exatamente uma semana após a conclusão da transferência da sede diplomática americana de Tel Aviv para Jerusalém .

A abertura da embaixada dos EUA na cidade sagrada aconteceu em meio a protestos e a confrontos na fronteira de Israel e a Faixa de Gaza – região do território palestino. Na ocasião, 60 palestinos foram mortos e mais de 2,7 mil ficaram feridos, 

Não demorou muito para a Guatemala seguir o exemplo dos norte-americanos e se tornar a segunda nação a inaugurar a sua embaixada em Jerusalém , atitude que é replicada hoje pelo governo paraguaio. 

Leia também: Seguindo os Estados Unidos, Guatemala inaugura embaixada em Jerusalém

* Com informações da Agência Ansa.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.