Tamanho do texto

Colégio foi evacuado e a polícia chegou rapidamente às instalações; alunos deixaram o complexo estudantil achando que era treinamento de segurança

Estudantes foram vistos na saída do colégio no Texas. Pelo menos oito pessoas morreram nesse tiroteio em escola
Reprodução/CNN
Estudantes foram vistos na saída do colégio no Texas. Pelo menos oito pessoas morreram nesse tiroteio em escola


Um tiroteio em escola, reportado na manhã desta sexta-feira (18), gerou pânico nos arredores de um colégio no sudeste do Texas , nos Estados Unidos. Pelo menos nove estudantes e um professor foram mortos, de acordo com informações do governador Greg Abbott. Um homem foi detido e não se sabe ao certo quantas pessoas ficaram feridas.

Leia também: Atiradora que invadiu sede do Youtube está morta, afirma imprensa

De acordo com o Daily Record , este já é o 22º tiroteio em escola , onde alguém foi morto ou ferido nos Estados Unidos, só neste ano.  O caso de hoje ocorreu no complexo educacional Santa Fe Independent School District, que fica na State Highway 6, e envolve a Santa Fe High School.

Segundo a CNN , uma pessoa armada entrou em uma aula de arte na escola e começou a atirar em direção aos alunos com o que parecia ser uma espingarda. Já a NBC afirma que eram três armas: uma espingarda, um rifle de assalto e uma pistola. As informações não foram confirmadas pelas autoridades.

Um policial ficou ferido, segundo um diretor-assistente e o escritório do xerife local. O resgate aéreo foi acionado.

Entre os feridos, oito vítimas que apresentaram ferimentos a bala foram encaminhadas ao Clear Lake Regional Medical Center, conforme informou o médico Safi Madain, responsável pelo atendimento. Seis delas já foram liberadas e uma está fora de perigo, mas um dos pacientes está em estado crítico.

A polícia afirmou que artefatos explosivos foram encontrados dentro e fora da área da escola e pediu ajuda dos moradores para relatarem se virem algo suspeito.

Suspeito pode ser aluno da escola

O suspeito é uma pessoa do sexo masculino, que parece ser um estudante. Ele e uma outra pessoa, que pode ter conexão com o caso, foram presos. 

A agência Associated Press afirmou que um polícial, que não quis ter o nome divulgado, declarou que o nome do suspeito de ter atirado é Dimitrios Pagourtzis, de 17 anos. Ele seria integrante do time de futebol da escola e parte da equipe de dança de uma Igreja Grega Ortodoxa local.

Uma outra testemunha, a estudante Sophomore Leila Butler, contou à emissora ABC que teria visto o atirador disparando contra uma menina, mas a informação também não foi confirmada.

Como se fosse um treinamento de segurança

Já a estudante Angelica Martinez disse à imprensa norte-americana que o tiroteio foi encarado pelos alunos como um treinamento de segurança.

Leia também: Aluno é baleado em escola da Flórida no 19º aniversário do Massacre de Columbine

"O dia começou normal, tínhamos terminado o primeiro turno de aula e, depois, começou um treinamento contra tiroteios. Depois, ouvimos os tiros de verdade", contou Martinez.

O alarme de incêndio do colégio disparou por volta das 7h45 locais, para que os alunos evacuassem o complexo estudantil. Os estudantes abandonaram as salas de aula para dar início ao treinamento de segurança. E, só quanto estavam do lado de fora, notaram o incidente.

"Estávamos todos de pé (do lado de fora) e, nem cinco minutos depois, começamos a ouvir tiros", disse Martinez. "Então todo mundo começou a correr, mas os professores nos diziam para ficarmos tranquilos."

"Eu não vi ninguém atirando, mas tipo (os tiros) foram espaçados", disse Angelica, ressaltando que chegou a ouvir quatro tiros.

A cidade de Santa Fé, onde ocorreu esse tiroteio em escola , tem cerca de 13 mil habitantes e fica perto de Houston. A escola secundária tem aproximadamente 1.400 estudantes, de acordo com GreatSchools.org.

Leia também: Dez pessoas morrem após serem atingidas por van em Toronto, no Canadá

* Com informações da Agência Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.