Tamanho do texto

Incêndio ocorreu a poucas quadras do escritório do premiê italiano e da Fontana di Trevi; esse já é o nono caso de fogo em ônibus apenas neste ano

A explosão do ônibus no centro histórico de Roma não deixou ninguém gravemente ferido, nesta terça-feira
Reprodução/Twitter
A explosão do ônibus no centro histórico de Roma não deixou ninguém gravemente ferido, nesta terça-feira

Um ônibus explodiu após sofrer um grave incêndio no centro histórico de Roma , na Itália, na manhã desta terça-feira (8). O barulho da explosão do ônibus gerou pânico entre os italianos, que já temiam pelos estragos causados pelas chamas na arquitetura da cidade. Ninguém sofreu lesões sérias. 

Leia também: Menina de dois anos escorrega e fica presa embaixo de trem na China

Não se sabe ainda o motivo do fogo, mas a polícia local suspeita que ele tenha sido causado por um curto-circuito, perto das 10h locais. A explosão do ônibus , que ocorreu minutos depois, quando o veículo já havia sido evacuado, foi registrada por um vídeo publicado nas redes sociais. 

O incêndio ocorreu na Via del Tritone, a poucas quadras do escritório do primeiro-ministro italiano e da Fontana di Trevi – um dos cinco pontos turísticos mais visitados da cidade.

De acordo com a imprensa local, o ônibus era da Agência de Transportes Ferroviário (Atac). Completamente destruído pelo incidente, o veículo era do ano de 2003, considerado 'velho', com 15 anos de uso. As equipes de emergência isolaram a área e o tráfego ficou intenso.

Leia também: "Tudo em mim está morto", escreve menino mantido em contêiner por mãe e padrasto

Os passageiros e o motorista conseguiram evacuar o veículo antes que ele fosse consumido pelas chamas. Apenas uma pessoa, que nem estava dentro do ônibus, mas passando pela região no momento da explosão, acabou ficando levemente ferida. 

Investigação e a frota mais antiga da Europa

A Atac iniciou uma investigação interna para apurar o motivo do incêndio e da explosão, mas enfatizou que, nos últimos meses, tem feito análises para "minimizar os riscos de incêndio na frota, que infelizmente tem uma idade muito avançada".

"As ações implementadas permitiram reduzir os casos de incêndio nos automóveis em cerca de 25% no primeiro trimestre de 2018 em comparação com o mesmo período de 2017", diz a Atac em comunicado.

Segundo a imprensa italiana, apesar de assustador, já é comum ver ônibus em chamas pelas ruas de Roma. Por conta disso, os romanos já apelidaram o fenômeno de #flambus, uma hashtag que é levantada pelos internautas no Twitter.

Na rede social, uma pesquisa que já foi viralizada na Itália mostra que, antes do caso de hoje na Via del Tritone, já haviam sido registrados oito episódios de ônibus em chamas na cidade, só em 2018.

Em 2017, ao todo, foram registradas 22 ocorrências de veículos da frota incendiados, o que é justificado pelo governo como consequência da idade dos ônibus.

Leia também: "Cansamos de ver peitões e pênis", escrevem vizinhos contra nudez de casal

"As condições em que os ônibus estão sendo submetidas são extremas. Fazemos o possível com os recursos disponíveis, mas esta cidade precisa de novos meios", diz uma autoridade local. Apesar da explosão do ônibus , a Itália sustenta a frota mais antiga da Europa.

* Com informações da Agência Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.